Mãe faz relato de como teve o bebê na prisão: “Eles me disseram que eu nunca mais veria ela”

Jessica Kent revelou como foi forçada a dar à luz a filha enquanto estava acorrentada à cama na prisão

Resumo da Notícia

  • Jessica Kent é uma ex-usuária de drogas e acabou indo para a prisão
  • Quando estava na cadeia a mãe descobriu que estava grávida
  • Jessica relatou como foi dar à luz na prisão

A mãe Jessica Kent acabou na prisão em Arkansas, nos Estados Unidos, enquanto esperava, a filha foi tirada dela e colocada em um orfanato. Ela prometeu ter a filha de volta quando fosse libertada da prisão e, depois de passar um ano lutando pela custódia total, finalmente se reencontrou com ela depois de se reerguer.

-Publicidade-

Jessica, que foi viciada por 10 anos, está em recuperação há nove anos e agora é uma palestrante motivacional e se tornou conhecida por compartilhar a experiência na prisão – especialmente no parto – nas redes sociais. Ela foi presa pela primeira vez quando estava grávida de três semanas e descobriu na prisão que estava tendo um bebê, antes de ser sentenciada e presa aos seis meses de gravidez.

Compartilhando a história em um vídeo viral que foi assistido mais de 3,3 milhões de vezes, Jessica revelou que foi forçada a dar à luz enquanto estava acorrentada a uma cama na cela e guardas a observando. “Descobri que estava grávida na prisão. Fui condenada a cinco anos, dei à luz acorrentada a uma cama com guardas no ombro”, revela na postagem.

Mãe deu à luz na prisão
Mãe deu à luz na prisão (Foto: Reprodução/The Sun)

“Eles me disseram que eu nunca mais veria meu bebê porque ela estava indo para um orfanato. Eu lutei contra o vício todos os dias na prisão, junto com a depressão, PTSD e insônia crônica.” No mesmo vídeo, ela conta como mudou a vida após a libertação, trabalhando em dois empregos e proporcionando um ambiente estável para si mesma, e agora ela tem a custódia total da filha, Micah, de nove anos.

Ela diz: “Depois de libertada, lutei como o inferno para me levantar e lutar pela custódia. Fiquei sóbria, trabalhei em dois empregos, consegui um apartamento e um carro etc e agora … custódia total.” Listando apenas algumas das conquistas desde que saiu, ela se descreve como: “9 anos em recuperação, construiu uma marca de sucesso, palestrante tedx, criadora de conteúdo e mãe orgulhosa.”

Em uma série de vídeos compartilhados na página no TikTok e no canal do YouTube, Jessica admite que estava “apavorada” com a morte do bebê quando ela deu à luz dentro de si. Lembrando o quão difícil foi passar pelo trabalho de parto nas condições que ela passou, Jessica afirma que ela foi acorrentada a uma cama por dois dias e os guardas apenas a soltaram e permitiram que ela chorasse “quatro vezes” naquele período de dois dias Falando sobre o processo de “cura” em um vídeo, Jessica afirmou: “Foi brutal, desumano, embaraçoso e doloroso. A prisão me fez envolver meus seios em bandagens para impedir que o leite entrasse, eu estava ingurgitada, estava com dor – eu teria que gritar em um travesseiro, a dor era muito forte. Não me deram uma bomba tira leite, Não recebi nenhum tipo de conselho sobre como lidar com isso. ”

Ela alegou: “Eu também fui negada tudo o que o hospital mandou para casa comigo para cuidados posteriores e isso foi horrível. Eu sangrei por muito tempo … não só fisicamente, mas psicologicamente, eu estava com dores terríveis. Eu tenho PTSD (Perturbação de stresse pós-traumático) por causa dessa experiência. Algumas mulheres tentaram me ajudar o melhor que podiam … meu corpo estava superando o parto enquanto estava acorrentado a uma cama, minha saúde mental estava pior do que nunca e eu só quero observar aqui que me foi negado o acesso para andar ao redor do quarto do hospital para curar adequadamente.

Os policiais não me deixaram sair daquela cama. Fiquei dois dias acorrentada à cama, não tinha permissão para me levantar e andar por aí e isso também retardou meu processo de cura. finalmente conseguindo me levantar, manquei. Meu corpo parecia quebrado … Não sei como consegui sobreviver. ”

Desde que saiu da prisão, Jessica mudou de vida e agora é mãe de dois filhos, incluindo a filha, depois de recuperar a custódia total. Ela compartilhou que ainda conversa com a família adotiva da filha e os credita por serem “incríveis”. Jessica também revelou que é honesta com a filha, Micah – que sabe que ela nasceu na prisão e por que a mãe acabou na prisão, em primeiro lugar – e elas têm conversas muito honestas sobre o passado e sua saúde mental.

Os vídeos acumularam milhares de comentários entre eles, com pessoas elogiando Jéssica por voltar aos trilhos. “Fico feliz em saber que você alcançou tanto depois de sair, especialmente por ter conseguido trazer sua filha de volta. Mantenha a rainha do trabalho positiva”, comentou uma pessoa.

Outra disse: “Isso é incrível. Eu costumava ser uma enfermeira penitenciária interna e meu coração sempre se partia por nossa mãe pós-parto. Bebês nunca deveriam ser separados.” Outros ficaram comovidos com a experiência, com uma terceira postagem: “Já assisti tantas vezes e não consigo parar de chorar.”