Menino de 5 anos é levado às pressas para hospital após reação alérgica rara ao mel

Ele não conseguia respirar direito e o quadro foi diagnosticado como anafilaxia induzida por mel

Resumo da Notícia

  • Na Itália, menino de 5 anos tem reação alérgica rara ao mel
  • Os médicos disseram que ele não conseguia respirar e que a reação poderia ter acabado com a vida dele
  • Ele teve alta após 24 horas de internação no hospital

Na Itália, um menino de 5 anos sofreu uma forte reação alérgica ao mel artesanal, após come-lo acompanhado com salmão. No Journal of Medical Case Reports, médicos relataram que a criança lutou para respirar e que a reação ao mel poderia ter acabado com sua vida.

-Publicidade-
o garoto foi levada às pressas para o hospital após ter tido uma reação alérgica ao mel artesanal
o garoto foi levada às pressas para o hospital após ter tido uma reação alérgica ao mel artesanal (Foto: Getty Images)

O menino foi levado às pressas para o pronto-socorro, onde estava “com medo, mas alerta e reativo”. O jovem sofreu anafilaxia , a reação alérgica mais grave que piora rapidamente. Testes mostraram que o menino não era alérgico ao salmão ou ao mel típico comprado em lojas. Ele havia reagido ao mel artesanal usado no prato, que não passa por processos como filtragem e pasteurização.

O mel puro contém néctar de flor, pólen vegetal coletado das abelhas e proteínas de abelha, como a geléia real – que podem estar por trás das reações alérgicas. Mas, como os médicos explicaram no relatório, o mel comercial é altamente processado, o que remove a maior parte do pólen.

O garoto teve uma reação alérgica ao mel muito grave
O garoto teve uma reação alérgica ao mel muito grave (Foto: Getty Images)

O menino testou positivo para alergia a tasneira e artemísia, plantas nas quais as abelhas podem pousar para coletar pólen. Estes são conhecidos por causar reações alérgicas graves, incluindo coceira, vermelhidão, falta de ar, urticária, inchaço e anafilaxia. Um diagnóstico de “anafilaxia induzida por mel” foi dado, e o menino foi orientado a evitar o doce néctar a todo custo. Ele teve alta após 24 horas

Os médicos disseram que estavam escrevendo o primeiro relato de caso médico de uma criança com menos de seis anos de idade com anafilaxia induzida por mel e alertaram outros médicos para ficarem atentos aos casos potenciais, principalmente entre aqueles que já são alérgicos ao pólen.