Morador flagra criança se apoiando em tela de proteção no terceiro andar de prédio: entenda os riscos

O caso aconteceu em Goiânia e o momento foi gravado pelo morador. O prédio e os pais da menina ainda não se pronunciaram

Resumo da Notícia

  • Morador flagra criança se apoiando em tela de proteção no terceiro andar de prédio
  • O caso aconteceu em Goiânia
  • O momento foi gravado pelo vizinho do prédio
  • O prédio e os pais da menina ainda não se pronunciaram

Um morador de Goiânia filmou o momento em que uma menina aparece brincando na janela de um apartamento. No vídeo, é possível ver a criança se apoiando na tela de proteção e pulando para dentro do apartamento, que fica no terceiro andar do prédio. “A criancinha sobe na janela, segura na tela e pula. Ela acha que está ‘massa’, olha o perigo”, diz o homem que gravou o vídeo, cujo nome não foi revelado.

-Publicidade-

O vídeo foi feito no último sábado, 5 de junho, em um condomínio na Vila Jaraguá, na capital, conforme informado pelo G1. O morador continua filmando o momento até que a garota entra no apartamento. No final do vídeo, é possível ver que a menina troca olhares com a pessoa que está gravando a cena, que dá uma bronca nela. “Menina, entra para dentro, vou falar para os seus pais”, grita o vizinho, no vídeo.

Morador flagra criança se apoiando em tela de proteção no terceiro andar de prédio: entenda os riscos (Foto: reprodução G1)

A administração do prédio e os pais da menina ainda não se pronunciaram sobre o caso. Ainda ao G1, o Corpo de Bombeiros afirmou que ainda não foram registradas ocorrências de queda acidental em prédios da capital goiana. Nesse caso em específico, a janela estava com uma tela de proteção, mas, mesmo assim, a prática continua não sendo segura e é importante que os pais alertem os filhos sobre os riscos desse tipo de brincadeira.

Gabriela Freitas, diretora da ONG Criança Segura, diz que a rede fica exposta ao sol, chuva, frio, ao tempo, e começa a ficar frouxa. “É preciso fazer essa verificação, ver se está realmente firme. Um teste que as empresas que instalam fazem é jogar o peso do corpo contra ela e ver se ela segura. Não basta ser um obstáculo, mas ela tem que suportar a criança, que pode escalar”, orienta ela.

“A tela com o tempo vai desgastando, se não faz a manutenção, pode romper. É uma proteção, mas ela não garante completamente. Dependendo da idade, a criança pode até cortá-la. O melhor cuidado é sempre estar de olho”, completou o tenente Alessandro, ao G1.