Mulher desabafa sobre aglomerações na pandemia após perder 3 parentes depois de festa

Ela comemorou o aniversário no ano passado ,em março, logo no começo da pandemia, e hoje faz reflexão sobre as festas clandestinas que estão acontecendo

Resumo da Notícia

  • Mulher perdeu 3 parentes após festa de aniversário em março de 2020
  • Um ano depois, ela faz um desabafo sobre as festas que continuam a acontecer
  • Ela fez um apelo para que as pessoas levem o vírus mais a sério
  • Quando fez a festa, o Brasil estava no começo da pandemia

A servidora pública Vera Lúcia Pereira completou 60 anos no dia 12 de março. O aniversário, que costumava ser uma data de muita alegria e festividade, se tornou um motivo para tristeza. O momento fez com que ela se lembrasse da comemoração que fez no ano passado. Na ocasião, Vera reuniu 28 pessoas na casa onde mora, em Itapecerica da Serra, na grande São Paulo. Dias depois, quase metade dos convidados foram infectados pelo novo coronavírus. O marido dela e dois cunhados não resistiram à doença.

-Publicidade-
Mulher perde 3 parentes para Covid-19 após festa de aniversário em março de 2020 (Foto: Getty Images)

Na data da festa de aniversário, em março de 2020, o Brasil tinha apenas 100 pessoas infectadas com a doença e até então a Covid-19 não tinha feito nenhuma vítima no país. O primeiro óbito foi confirmado posteriormente. O isolamento social ainda estava no início e a única recomendação para evitar a contaminação com o vírus era a higienização das mãos.

Já no aniversário dela deste ano, estamos vivendo o pior momento da pandemia no país, com mais de 290 mil mortes e hospitais lotados em todas as regiões. Ainda assim algumas pessoas estão frequentando festas clandestinas ao redor do Brasil. Em entrevista à BBC Brasil, Vera demonstrou a indignação que sente ao ver as imagens desses eventos, que circulam as redes sociais. “Me sinto indignada. Acho um desrespeito a todos os mortos e suas famílias”, desabafou ela. “As pessoas precisam acreditar que (o coronavírus) é real”, completou.

A festa de 2020

No dia 13 de março uma família de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, se reuniu para comemorar o aniversário de um deles. Dias depois da festa cerca de 14 pessoas começaram sentir os sintomas do coronavírus. Alguns foram diagnosticados com a doença, que fez 3 vitimas fatais na família, essas pessoas tinham mais de 60 anos e tiveram complicações graves ao entrar em contato com o vírus.

Mulher desabafa sobre aglomerações na pandemia após perder 3 parentes depois de festa (Foto: reprodução BBC)

Vera Lúcia Pereira era a dona da festa e estava completando 59 anos. “Ficamos em dúvida, mas decidimos fazer, porque não eram tantos casos no país. Também convidamos minhas irmãs e nossos sobrinhos. Foram apenas os parentes mais próximos, para evitar que viessem muitas pessoas”, disse ela, na época.

Ela concluiu desabafando sobre a situação: “Os médicos que os acompanharam disseram ter 99% de certeza de que era covid-19, pelo quadro clínico deles e pela forma como se deu toda a situação. Fisicamente, estou bem, apenas com um pouco de tosse. Mas têm sido uma fase muito difícil. A gente tem vivido dias de terror. Tudo isso é uma tragédia”.