Mulheres dão à luz sozinhas em meio à pandemia e especialistas alertam: “Os traumas vão além do coronavírus”

Os serviços de parto nos hospitais estão enfrentando com dificuldades a covid-19 espalhada pelo mundo, algumas maternidades tiveram redução de 30% a 40% dos profissionais de saúde

Resumo da Notícia

  • No Reino Unido as mulheres estão sendo obrigadas a dar a luz sem acompanhantes
  • Algumas unidades estão com área da maternidade reduzidas devido a pandemia
  • Mulheres estão sendo orientadas a fazer parto natural em vez de cesarianas para que os anestesistas possam ser libertados para ajudar na pandemia
No Reino Unido, as mulheres estão sendo obrigadas a dar a luz sem acompanhantes (Foto: Getty Images)

Por causa da pandemia causada por coronavírus, as mulheres estão sendo obrigadas a dar à luz sem nenhuma companhia nos hospitais públicos, no Reino Unido. Outros hospitais em vez de proibir, estão limitando as mães a terem uma pessoa presente, pois medidas mais rigorosas estão sendo aplicadas para lidar com o surto da covid-19.

-Publicidade-

Funcionários alertam que os serviços de gravidez estão enfrentando com dificuldades a pandemia, com algumas maternidades com 30% ou 40% de redução de empregados. Os serviços estão com um número reduzido de centros de parto,  pois essas áreas estão sendo transformado em unidades para tratamento do coronavírus.

Maria Booker, da organização Birthrights, uma instituição de caridade de maternidade, disse que algumas mulheres estão sendo orientadas a fazer parto natural em vez de cesarianas, para que os anestesistas possam ser libertados para ajudar na linha de frente da pandemia. “É muito preocupante. As consequências e possíveis traumas de mulheres que dão à luz sozinhas vão muito além do coronavírus“, disse em entrevista ao Independent.

-Publicidade-

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-