Pyong Lee quebra o silêncio sobre polêmica e diz que vai processar quem atacou sua família

O Youtuber, pai de Jake, afirmou que pensou muito antes de tomar medidas judiciais, mas que decidiu recorrê-las após encontrar ataques contra as pessoas que ama e pediu ajuda dos seguidores para juntar as provas

Resumo da Notícia

  • Pyong Lee anunciou que pretende processar os internautas que o difamaram após sua participação no BBB20
  • Pyong afirmou que passou a madrugada reunindo provas
  • O youtuber afirmou que pensou muito antes de tomar medidas judiciais, mas decidiu recorrer após encontrar ataques contra a família
Primeira foto da família (Foto: reprodução / Instagram @pyonglee)

Na manhã do último domingo, 19 de abril, o ex-participante do BBB20, Pyong Lee, anunciou que pretende processar os internautas que o difamaram após sua participação no reality.

-Publicidade-

Através do Twitter, Pyong afirmou que passou a madrugada reunindo provas e pediu ajuda dos seguidores para coletar as provas.”Ontem a noite foi longa e se estendeu até o amanhecer, porque focamos na seleção das provas e documentos que irão instruir as medidas judiciais”, escreveu.

O Youtuber completou que pensou muito antes de tomar medidas judiciais, mas que decidiu recorrê-las após encontrar ataques contra a esposa, Sammy Lee, e contra o filho Jake, de apenas dois meses de vida. “Teremos uma batalha judicial contra esses que odeiam minha etnia asiática e atacam meu filho e minha esposa. Eu sinto que preciso lutar não apenas para defendê-los, mas também em nome de todos que sofrem linchamento e bullying online, cancelamento, racismo, preconceito e toda forma de opressão digital, que levam milhares de pessoas à depressão e muitos outros problemas, inclusive o suicídio”, publicou em seu Instagram.

-Publicidade-

Confira a publicação:

View this post on Instagram

Ontem a noite foi longa e se estendeu até o amanhecer, porque focamos na seleção das provas e documentos que irão instruir as medidas judiciais. Eu pensei muito antes de tomar esta decisão, mas se tornou insuportável quando os discursos de ódio chegaram no baixo nível de agredir e ofender minha esposa e, principalmente, meu filho que tem apenas 2 meses. Teremos uma batalha judicial contra esses que odeiam minha etnia asiática e atacam meu filho e minha esposa. Eu sinto que preciso lutar não apenas para defendê-los, mas também em nome de todos que sofrem linchamento e bullying online, cancelamento, racismo, preconceito e toda forma de opressão digital, que levam milhares de pessoas à depressão e muitos outros problemas, inclusive o suicídio. Quando eu ainda era criança, meu pai faleceu por depressão. Eu também tive depressão e isso me marcou muito! Na minha profissão de hipnoterapeuta, cuido de pessoas que sofrem depressão e me sinto agora na tarefa de lutar contra aquilo que causa este tipo de sofrimento, como vem acontecendo comigo, infelizmente. Como cristão, não posso fechar meus olhos e me acovardar, é meu dever lutar e sei que isso poderá evitar que outras pessoas venham a passar por situações parecidas. Eu espero que a internet seja utilizada para o bem e se transforme num ambiente mais seguro para todos, sejam adultos ou crianças. Mesmo sabendo do enorme sacrifício que eu teria que fazer, em não estar em família e ver meu filho nascer, decidimos, eu e minha esposa, que eu entraria no BBB com um único propósito: alcançar mais pessoas, para que mais vidas tivessem acesso ao bem que posso fazer com a hipnoterapia, no tratamento da saúde mental daqueles que sofrem coisa semelhante ao que vivi e passei em minha vida. Não vou me estender, mas senti que precisava desabafar com vocês, por respeito a tudo o que estamos criando “juntos” e todo o bem que faremos para muitos, mesmo que desconhecidos, porém, todos filhos e filhas de Deus.

A post shared by Pyong Lee (조영래) (@pyonglee) on

-Publicidade-