Família

Uau! Pai homossexual adota sozinho 4 crianças especiais

"Eu acordo todo dia e penso: como seria a minha vida sem as crianças?", disse Benjamin

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

O britânico Benjamin Carpenter, de 33 anos, sempre sonhou em ser pai. Mesmo ser ter uma pessoa ao seu lado para compartilhar as responsabilidades do dia a dia, ele concretizou o desejo e adotou Jack, que tem autismo e TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), há 10 anos. “Por ser criado em uma família religiosa, eu sempre tive um grande carinho em mim. Adoção sempre foi a primeira opção, enquanto ter filhos biológicos nunca foi a prioridade”, disse Benjamim ao site Unilad.

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Demorou cerca de três anos para que Benjamin pudesse convencer as autoridades inglesas de que ele leva adoção a sério. Assim, ele se tornou um dos homens gays mais novos a adotar uma criança no país. Ele continuou seguindo o plano de aumentar a família e depois do primogênito, outras três crianças vieram: duas meninas e um menino, todos adotados.

Ruby, de 6 anos, é portadora da Síndrome Pierre Robin, que acarreta problemas de mobilidade e na visão – e Lilly, de 5, tem deficiência auditiva – o que motivou Benjamin a aprender linguagem de sinais. Já o caçula Joseph, de 2 anos, tem Síndrome de Down e algumas complicações relacionadas com a trissomia.

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Hoje, ele conta que sofre ao ouvir opiniões negativas por ser um pai gay solteiro, mas que não poderia estar mais feliz com suas escolhas. “Eu escuto comentários do tipo ‘não é certo’ e ‘todos os seus filhos vão ser gay porque você é gay’, revela. Ele também disse que as crianças com necessidades especiais são negligenciadas, mas que entende que não são todos que tem a capacidade de assumir uma responsabilidade tão grande. “Você tem que ser verdadeiro com você mesmo quando estiver na jornada de adoção sobre o tipo de criança que sente que combina melhor com você e a sua família”, disse.

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Carpenter disse que lida com a negatividade ao explicar e corrigir os comentários maldosos, e que 70% das pessoas costuma mudar de ponto de vista. Para ele, o mundo e a mentalidade dos indivíduos estão mudando.

Mesmo assim, o pai não descarta os planos de adotar uma quinta criança porque, segundo ele, os filhos são a sua maior alegria. “Eu acordo todo dia e penso: como seria a minha vida sem as crianças? Sei que eu estaria vazio, com certeza”, refletiu.

Incrível, não?

Leia também:

O raio caiu no mesmo lugar! Mãe engravida de trigêmeos duas vezes

Você viu? Bebê britânico sobrevive após aparelhos serem desligados

Mãe diz sim para os filhos por um dia inteiro. Veja só o que aconteceu!

 

 

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não