Você vai se identificar com esse desabafo sincero da Kate Middleton sobre a criação dos filhos

Kate Middleton falou em podcast sobre a rotina cheia e a culpa que sente na maternidade. A duquesa contou que consegue seguir uma agenda ocupada porque conta com a ajuda de babás e funcionários

Resumo da Notícia

  • Kate Middleton foi em um podcast sobre maternidade
  • Ela falou sobre a culpa que sente na maternidade
  • Além disso, a duquesa explicou que conta com diversos funcionários para conciliar agenda cheia e filhos

Para o podcast chamado “Happy Mum, Happy Baby” apresentado por Giovanna Fletcher, Kate Middleton falou pela primeira vez sobre a maternidade e os desafios enfrentados por ela. 

-Publicidade-

A duquesa falou sobre a rotina da família e ainda a classificou como “desafiadora”. Kate contou que o dia a dia é repleto de compromissos da realeza, e por conta disso conta com  a ajuda de babás e funcionários para cuidar de George, Charlotte e Louis. Ela explicou que por esse motivo, sente diversas emoções conflitantes na hora de ir a compromissos.

Kate Middleton falou sobre os desafios que passa ao conciliar compromissos reais e maternidade
Kate Middleton falou sobre os desafios que passa ao conciliar compromissos reais e maternidade (Foto: Reprodução/ Instagram)

Um exemplo dado por ela foi que, para ir ao podcast, deixou de levar Charlotte para a escola, e admitiu que se sente mal: “É um desafio constante. Você ouve isso várias vezes de mães, mesmo mães que não estão necessariamente trabalhando e não são puxadas na direção de ter que conciliar a vida profissional e a vida familiar”

Kate contou que sempre se questiona sobre as decisões que toma: “[Você está] sempre questionando suas próprias decisões e seus próprios julgamentos e coisas assim, e acho que isso começa a partir do momento em que você tem um bebê”. Além disso, ela disse que saber que os filhos estão com pessoas que se importam ajuda a lidar com a culpa: “Quanto mais pessoas você tiver ao redor de seus filhos que sejam seguras, amorosas e carinhosas, melhor”.