Whindersson Nunes escreve desabafo e fala sobre saudade do filho: “Me dói tanto”

João Miguel nasceu prematuro em maio de 2021. O bebê é fruto do antigo relacionamento do comediante com Maria Lina Deggan

Resumo da Notícia

  • Whindersson Nunes desabafou sobre a saudade do filho
  • João Miguel nasceu prematuro e não resistiu dois dias após o parto em relato emocionante;
  • O bebê é fruto do relacionamento com Maria Lina Deggan

Durante a tarde desta terça-feira, 15 de fevereiro, o ator e humorista Whindersson Nunes utilizou as redes sociais para falar sobre a saudade que sente do filho, João Miguel, fruto do relacionamento com a ex-noiva Maria Lina Deggan. O bebê morreu dois dias após um parto prematuro de 22 semanas, que aconteceu em maio de 2021.

-Publicidade-

Foi através do próprio perfil no Twitter que Whindersson Nunes fez o desabafo. Por lá, ele escreveu: “Muita saudade do meu filho. Vejo gente que teve filho na mesma época que eu tão feliz. Os nenéns tudo crescido, tão bonito, não sinto inveja graças a Deus, mas eu sinto uma saudade do meu filho tão grande que me dói tanto”. Para ver este conteúdo, clique aqui. 

O comediante recorreu ao Twitter para desabafar
O comediante recorreu ao Twitter para desabafar (Foto: Reprodução Twitter @whindersson)

O humorista e Maria Lina anunciaram o fim do noivado no dia 13 de agosto. Os dois usaram as redes sociais para dar a notícia. Em uma publicação feita no Instagram, o humorista contou: “É triste dizer e nem sei porque tenho que dizer, mas eu e Maria não estamos mais juntos. Nem todo mundo sabe lidar com tudo, nem eu, eu prometi que seria alguém e não consegui ser, sei dos meus milhares de defeitos, e a gente tem que saber a hora de retirar pra não fazer mal a alguém, mesmo que ninguém entenda”.

Ele pediu para que os fãs não ataquem a ex-noiva. “Eu espero do fundo do meu coração, que você não ataque a Maria, eu nem vou dizer ‘que ninguém ataque’ porque o mal existe, e está por aí e não vai parar. Por isso digo ‘você’ mesmo, para pelo menos você me entender. Do fundo do coração, recebam alguém com carinho por aqui pela internet, em vez de dizer que alguém chegou a algum lugar por alguém ou algo, e sim alguém que tem sonhos, que quer ajudar a família os amigos, mostrar a empatia que vocês tanto pedem quando alguém se mata por aqui”, disse o artista.

Se lembrando do filho, Whindersson finalizou dizendo: “Eu e Maria vamos estar sempre ligados por um anjo que Deus deu, um anjo que veio pra impactar de todas as formas e um dia também espero entender tudo isso, e me reerguer, porque palhaço sem graça perde o emprego no circo”.

Paternidade

Em seu novo livro “Vivendo como um Guerreiro”, publicado pela editora Serena, Whindersson Nunes contou em detalhes a expectativa para a realização do sonho de ser pai e a dor da perda prematura de João Miguel no capítulo “Meu filho, João”. O capítulo também trás aborda a história do humorista com Maria Lina Deggan, mãe de João Miguel e sua ex-noiva.

O relacionamento do casal começou em 2020, durante a pandemia, e surgiu de uma mensagem direta que a garota enviou para ele no Instagram. “Dizia que havia assistido aos meus vídeos, todos, e não havia mais nada para assistir. […] Gostei da abordagem. Da cobrança bonita e da moça bonita. E me interessei por ela.”

O casal já havia comprado roupinhas antes mesmo de ter a confirmação de que ela estava grávida. O quartinho do bebê, que nasceu com 22 semanas de gestação, também já estava sendo montado. Whindersson explicou que a gestação não foi fácil, e que sua então parceira teria tido muitos episódios de enjôo.

“Foi quando, na 22ª semana, ela foi ao banheiro e sentiu que algo estava errado. Ela sempre sentia as coisas antes e sabia das coisas. E, então, um barulho começou a sujar nossa paz. Corremos para o hospital.” O próprio Whindersson foi dirigindo enquanto a mãe de João Miguel se contorcia de dor no banco do passageiro.

Nascimento de João Miguel

Ele explica que Maria já estava com dilatação para realizar o parto e nem a medicação para inibir as contrações funcionou. “Tivemos todo o cuidado, todos os recursos necessários. Sou grato a todos eles. E o João, então, nasceu, para ficar um dia comigo”.

Whindersson Nunes e Maria Lina Deggan
Whindersson Nunes e Maria Lina Deggan (Foto: Reprodução/Instagram)

No momento do nascimento, ainda que não planejado e repleto de dúvidas, Whindersson se lembrou de colocar para tocar “Anunciação”, a música que Maria Lima havia escolhido para acolher seu bebê para o mundo, que partiu 24 horas depois. “Eu pude vê-lo por um dia apenas, mas o amei e amo pela vida inteira”, acrescentou.

O ator compartilhou como foi a despedida dos ‘pais de primeira viagem’, que aconteceu na madrugada do dia 31 de maio deste ano. “O telefone tocou no quarto e pediram para que eu fosse lá. A voz ao telefone dizia que ele não estava bem, que ele havia tido uma parada cardiorrespiratória e estava com alguma coisa no pulmão. Pegamos João no colo, sem vida. Foi o momento em que eu mais chorei em toda a minha vida, e esse momento dura até hoje.”

Whindersson finaliza o relato contando que o bebê foi cremado. “Uma dor muito grande. Antes de ser pai, eu conheci a dor de perder um filho. Um pedaço de mim. Um alguém igual a mim. Meu filho será meu filho para sempre. Enquanto eu viver, ele viverá. Se eu tiver outros filhos, ele terá sido sempre o primogênito”.