Médica em trabalho de parto decide parar tudo e atender paciente que também estava dando à luz

Amanda Hess ouviu a paciente do quarto ao lado gritar de dor, e ao chegar lá, descobriu que era sua própria paciente. Como o plantonista não estava por lá, ela deu um jeito de fazer o parto de Leah

Resumo da Notícia

  • Amanda Hess, uma médica obstetra, estava em trabalho de parto quando ouviu a paciente do quarto ao lado gritar de dor
  • Ao checar o que estava acontecendo, descobriu que era sua própria paciente
  • Como o plantonista daquela noite tinha saído para um intervalo, ela deu um jeito de fazer o parto de Leah

Amanda Hess, uma médica obstetra e ginecologista de Frankfort, nos Estados Unidos, parou o próprio trabalho de parto para atender uma paciente e ajudá-la a dar à luz. Ela havia acabado de se internar e colocar a roupa de hospital, quando ouviu a outra gestante chorando de dor no quarto ao lado, segundo Washington Post.

-Publicidade-
(Foto: iStock)

Esquenta Black Friday

A Black Friday da Amazon está chegando! Para conferir os produtos que já estão com descontos incríveis em todas as categorias do site, clique AQUI! Você ainda pode ter frete grátis e promoções exclusivas ao se tornar um membro Prime! A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e também garante entrega mais rápida, acesso a filmes, séries e desenhos animados. Inscreva-se e ganhe 30 dias grátis CLICANDO AQUI.

A mulher com dores de contração era Leah Halliday Johnson, que por acaso era paciente de Amanda e tinha ido em consulta apenas uma semana antes. Segundo informações das enfermeiras à obstetra, o bebê de Leah estava prestes a nascer num parto que evoluiu muito mais rápido do que o esperado, e com o cordão umbilical enrolado no pescoço. O obstetra que estava de plantão havia saído para um intervalo, e aquela mãe precisava de ajuda imediata.

-Publicidade-

Sem pensar duas vezes, Amanda entrou em cena. “Eu apenas coloquei outro roupão do hospital para cobrir minhas costas e coloquei os protetores de pés, para evitar qualquer fluído e corri para o quarto dela”, lembra.

“Engraçado que recebi uma ligação de paciente na noite anterior e pensei que estava trabalhando até o último momento antes de ter o meu filho – mas isso, com certeza foi trabalhar até o último segundo!”, disse.

(Foto: Shutterstock)

Por mais que as enfermeiras pedissem para que Leah não fizesse força, ela estava sentindo tantas dores. “Eu disse: eu não estou de plantão, estou aqui com a camisola do hospital, mas acho que devemos trazer esse bebê ao mundo!”. Leah estava tão concentrada na própria dor, que nem reparou que sua médica também usava roupas do hospital.

“Meu marido percebeu que algo estava acontecendo, porque ela estava com a camisola do hospital, mas eu não percebi porque estava pronta para dar à luz na mesa de parto. Eu estava no meu próprio mundo lá”, Leah disse. Ela deu à luz uma menina.

Pouco depois, o médico de plantão chegou e assumiu os trabalhos, assumindo o final do parto dela. Mais tarde, no mesmo dia, Amanda deu à luz seu próprio bebê, também uma menina.

Essa é Amanda, com seu bebê após ajudar a própria paciente (Foto: Reprodução / Facebook / Dr. Hala Sabry)

“Foi incrível o que ela fez”, disse Leah ao portal. “Eu me senti muito sortuda por ela estar lá e pelo tipo de pessoa que ela é e por ter feito o que ela fez. Nos realmente somos gratos”, Leah, a paciente, finalizou.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

-Publicidade-