Notícias

Irmão de homem morto por vizinha paralisa julgamento com atitude inusitada

Até o prefeito da cidade fez uma nota sobre o caso

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

(Foto: Reprodução / TOM Fox)

Amber Guyger, ex-policial, foi condenada por dez anos de prisão por matar o vizinho, Botham Jean, dentro do apartamento dele no ano passado, 2018. Depois da sentença, manifestantes berraram ao lado de fora do tribunal que a pena era muito grande para o crime cometido. Diante da confusão, o irmão da vítima, Brandt Jean, teve uma atitude que comoveu a todos: ele foi até a mulher e a abraçou dizendo “eu a amo como pessoa e não desejo nada de ruim para você”.

O homem foi morto no dia 6 de setembro de 2018, na cidade Dallas, nos Estados Unidos. Amber saiu do elevados e entrou no apartamento errado. Quando viu o Botham, ela afirma que imaginou que fosse um intruso e atirou contra o jovem. Na ligação que fez para os serviço de emergência depois de perceber que o erro, a ex-policial diz 20 vezes a frase “pensei que fosse meu apartamento”.

A mãe de Botham e Brandt, Allison, disse que depois do julgamento vai tentar seguir a vida de alguma maneira, porém disse que a morte do filho será algo como exemplo para todos. Esses 10 anos de prisão vão servir para ela (Amber) refletir e mudar de vida. Mas há muito mais a ser feito pela cidade de Dallas. A corrupção que vimos durante este julgamento deve parar. O Departamento de Polícia de Dallas tem muita roupa suja para lavar”, disse durante uma entrevista coletiva.

Já o prefeito da cidade, Eric Johnson, emitiu uma nota dizendo que “nunca esquecerá os incríveis exemplos de amor, fé e força personificados por Botham, Brandt e toda a família Jean”. Assista abaixo o vídeo do momento!

Leia também:

Policial se deita ao lado de menino atropelado para acalmá-lo: “Queria sentir a dor dele

Bebê de 1 ano é salvo por policial após se engasgar e vídeo é surpreendente

Vídeo: bebê é parada por policial por estar dirigindo na contramão

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: