Notícias

Mãe que fez o filho saudável passar por 13 cirurgias recebe sentença e ex-marido desabafa

Kaylene se declarou culpada por abuso infantil

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

O menino estava o tempo todo saudável (Foto: Reprodução/SITE DE ARRECADAÇÃO DE FUNDOS DO YOUCARING/Fort Worth Star-Telegram)

A maioria das mães fazem de tudo para que os filhos fiquem saudáveis e longe de um hospital. Mas acredite, uma mãe do Texas fez com que o filho passe por 13 cirurgias. A gente chegou a noticiar o caso quando a denúncia do pai do menino veio à tona. Só que agora, o julgamento dessa mãe foi encerrado e ela condenada à 6 anos de prisão.

Kaylene Bowen já estava aguardando o julgamento em cárcere, mas no última sexta-feira, 11 de outubro, o juiz responsável pelo caso tomou uma decisão. E depois de ver que o filho está finalmente 100%, o pai de Christopher, Ryan Crawford, comentou o caso.

“Estou feliz que ela tenha decidido fazer a coisa certa. Eventualmente, as mentiras tiveram que parar “, comentou depois da ex-mulher ter se assumido culpada pelas cirurgias desnecessárias. “Agora, esperançosamente, aqueles que pensaram que uma mãe nunca poderia fazer isso com seus filhos verão que o mal existe”, desabafa à NBC.

O pai de Christopher tentou por anos avisar as autoridades que algo estava errado, mas a mulher só perdeu a guarda do menino em 2017, quando uma equipe médica não reconheceu os sintomas que Kaylene dizia que o filho tinha.

Eles encaminharam o caso para o conselho tutelar e uma investigação chegou a conclusão de que a mãe do garoto sofre de uma doença psicológica. A Síndrome de Munchausen por Procuração, segundo os especialistas do The Sun “É uma forma rara de abuso infantil. Os pais ou responsáveis, normalmente a mãe da criança, exageram ou causam sintomas de doença na criança. Os sinais da condição podem incluir convencer os profissionais de saúde de que seu filho está doente quando está perfeitamente saudável”. Eles podem até alterar os resultados dos exames ou alterar a medicação.

O The Sun ainda afirma que os promotores do caso queriam que ela ficasse presa por oito anos, o mesmo período que o Christopher passou em hospitais, mas o juiz acabou decidindo por apenas seis anos em regime totalmente fechado. Ela foi declarada culpada por abuso infantil e por usar o filho para arrecadar dinheiro. Kaylene  tinha feito um depoimento no Facebook dizendo que o menino estava com câncer e que eles precisavam de verba para o tratamento.

Entenda o caso

Kaylene Bowen, que fez com que o filho, Christopher, fizesse mais de 300 visitas ao hospital e passasse até por um transplante.

Isso mesmo, Kaylene é mãe de um menino extremamente saudável, mas por conta de um transtorno psicológico fazia com que o garoto fosse ao médico e dizia aos doutores que ele estava sentindo sintomas que poderiam caracterizar câncer e doenças crônicas.

O pai do Christopher ficou anos na justiça lutando pela guarda da criança. Ele dizia que o filho estava bem e que a ex-esposa estava com problemas, mas não era ouvido. A situação só foi mudar depois que uma equipe médica do Texas começou a desconfiar das atitudes de Kaylene.

Então…

Os médicos de Dallas fizeram baterias de exames no menino e descobriram que ele não tinha as doenças citadas pela mãe. Foi então que em 2017, o conselho tutelar agiu e fez com que Ryan Crawford, pai de Christopher, fosse o único responsável por ele.

Mas todo esse caso teve uma reviravolta na última semana, quando Kaylene se declarou culpada por fazer com que o filho passasse por 323 visitas médicas sem necessidade. Segundo o Fort Worth Star-Telegram, a mulher sofre da síndrome de Munchausen por procuração.

A doença faz os pais fazerem com que a criança pareça doente, mas isso tudo apenas para chamar a atenção para si. E infelizmente, por conta disso, Christopher foi submetido a 13 cirurgias em um período que vai de 2009 a 2016.

Ryan falou como se sentiu ao descobrir que Kaylene tinha confessado tudo e que será julgada em outubro e poderá cumprir até 20 anos de prisão de acordo com o Star-Telegram. “Estou feliz por ela ter decidido fazer a coisa certa. Eventualmente, as mentiras tiveram que parar. Agora é hora de seguir em frente e garantir que nenhuma criança sofra o abuso que meu filho sofreu”.

Síndrome de Munchausen

A Síndrome de Münchausen por Procuração (SMPP) é um transtorno mental reconhecido pelos médicos. De acordo com a BBC, o problema também é chamado de transtorno factício imposto a outros e foi identificado pela primeira vez em 1977 por Roy Meadow, pediatra britânico.

Nesta doença a pessoa inventa e faz parecer que alguém que esteja sob seus cuidados, geralmente uma criança, tenha alguma doença. Tudo para chamar atenção para si próprio. A atitude também é considerada abuso infantil. O transtorno pode gerar não só intervenções médicas, mas também pode trazer problemas emocionais para a criança.

Segundo a BBC, é um transtorno raro, mas pode passar desapercebido pela equipe médica por muito tempo. Aqueles que sofrem com a doença podem chegar a injetar líquidos prejudiciais nos filhos, como sangue ou fezes, para provocar sintomas e submeter fazer a criança passar por procedimentos cirúrgicos e exames.

Um estudo de 2000 citado pelo NHS (um serviço de saúde pública do Reino Unido) chegou a estimativa de 89 casos da síndrome a cada 100 mil habitantes durante uma pesquisa de dois anos.

Leia também: 

Síndrome de burnout na maternidade: sim, existe! Te ajudamos a entender 

Mãe britânica desabafa sobre como é ter síndrome do pânico após o nascimento do bebê 

Síndrome do Imperador x TDO x TDAH: muito além de criança mal educada