Pais&Filhos no Insta

7 causas do mau hálito que você precisa ficar atenta para evitar na sua família

Tem que ficar de olho!

Izabel Gimenez

Izabel Gimenez ,filha de Laura e Décio

Tem que ficar de olho! (Foto: Getty Images)

Ao decidirem engravidar, as mulheres tomam várias precauções para que a gestação seja um período tranquilo e o bebê nasça com saúde, mas elas podem esquecer que a saúde bucal precisa ser uma das suas atenções prioritárias. São cuidados que devem ser adotados previamente pela mãe e estendidos ao bebê desde o nascimento, não somente quando surge os primeiros dentes!

Não tem como negar que mau hálito causa muito constrangimento e estresse por afetar âmbitos profissionais e sociais. É muito importante cuidar da saúde bucal, tanto a sua, quanto do seu filho. Por isso, com a ajuda do Dr. Fábio Bibancos, ortodontista e consultor da GUM, separamos 7 dicas que podem ajudar você e sua família a se prevenir. Olha só:

  1. Ficar muito tempo sem comer: Quando ficamos um tempão sem comer, nosso organismo começa a liberar ácidos graxos, que geram o mau hálito. “Para evitar, é importante não passar longos períodos sem comer”, explica o especialista.
  2. Gengivite: Quando a doença avança, você pode desenvolver o mau hálito. É preciso ficar atento ao sentir um gosto ruim na boca e sangramento da gengiva na hora da higiene bucal ou mesmo ao comer. A inflamação na gengiva pode ser combatida com uma limpeza profissional no consultório e prevenida com uma boa higiene interdental, que inclui o uso diário de fio dental.
  3. Doenças digestivas: O refluxo e úlcera são alguns exemplos de doenças estomacais que podem provocar o mau hálito. “Caso a higiene bucal esteja em dia e o mau hálito persista é importante consultar um dentista para avaliar o caso”, relembra.
  4. Alimentação: a ingestão de alimentos como alho, cebola e queijos podem provocar a halitose, isso acontece  por causa da presença de substâncias, por exemplo. Escovar os dentes depois de comer,  ajuda a prevenir a halitose.
  5. Pouca produção de saliva: Quando a produção é baixa, pode ser que ocorra mau hálito. “Essa redução na produção de saliva pode ser causada por problemas respiratórios ou falta de ingestão de água”. Um jeito de evitar, é que você tome 2 litros de água por dia
  6. Má higienização de aparelhos ortodônticos e próteses: Quem usa aparelho ou prótese e não higienizam estão mais expostas ao mal  odor. Por isso, é sempre bom realizar higiene com pasta e escova, assim como utilizar uma escova interdental para realizar a limpeza entre os braquets.
  7. Falta de limpeza na língua: Muita gente esquece que a língua também deve ter seu momento na hora da limpeza e por isso, há acumulo de bactérias e descamações na boca, formando saburra língua. “É importante não esquecer dessa região durante a escovação. E finalizar a limpeza com enxaguante”, argumenta.

Leia também:

Você sabia que a maçã pode ajudar a reduzir o mau hálito? 

Você sabe cuidar da saúde bucal do seu filho?

Os melhores produtos para a saúde bucal