;
Família

Mãe conta como descobriu que filhas gêmeas têm síndrome de Down e dá melhor conselho para outros pais

A reação de Rachel foi algo tão natural que ela nem se lembrava

Emily Santos

Emily Santos ,filha de Maria Teresa e Francisco

Rachel fala sobre ter filhas gêmeas com Down (Foto: Popsugar/ Rachael Grier Prescott/Arquivo pessoal)

Rachael e Cody Prescott já tinham dois filhos, Easton, de 5 anos, e Hudson, de 3, quando decidiram que Cody faria vasectomia. No entanto, mudaram de ideia e tentaram dar mais um irmão para os filhos mais velhos. Poucas semanas depois, o casal descobriu que tinha dado certo, teriam mais um filho!

A surpresa foi ainda maior quando descobriram que estavam esperando gêmeas, e Easton e Hudson teriam duas irmãs para cuidar.

A reação da mãe ao saber foi incrível (Foto: Popsugar/ Rachael Grier Prescott/Arquivo pessoal)

Os exames e acompanhamentos médicos da gestação revelaram outra coisa que o casal não esperavam: as duas filhas nasceriam com síndrome de Down.

Em entrevista ao portal australiano Popsugar, Rachel contou como foi o momento da revelação para ela. “Uma enfermeira amável veio ao meu leito e me disse que minhas filhas, na verdade,tinham síndrome de Down”, contou, e falou qual foi sua reação àquilo. “Minha resposta foi ‘Sério?! Eba!'”.

o casal agora têm dois casais de filhos (Foto: Popsugar/ Rachael Grier Prescott/Arquivo pessoal)

Ela explicou ainda que não se lembrava da própria reação, porque foi algo muito natural, mas que numa outra visita a enfermeira repetiu o que ela havia dito. “Ela disse que foi um alívio ver nossa felicidade, porque não era o que ela estava esperando”, falou Rachel.

Ela ainda disse que em toda essa história o que mais a abalou foi a descoberta de que teria gêmeas. Segundo ela, Cody ficou imediatamente encantado com a notícia, mas ela só se acostumou com a ideia com o tempo. “Agora posso comprovar a grandeza de ter gêmeas”, afirmou a mãe.

Rachel ainda aproveita para deixar um conselho para os outros pais. “Eu adoraria que todos os pais soubessem o quanto indivíduos com Down são amorosos antes de estar grávidos. Se eles soubessem o quão incrivelmente sortudo eles são de conceber uma criança com tanto a “mais”, então talvez pudéssemos descartar a tristeza que toma lugar muitas vezes nestes casos e substituí-las por celebração”.

E continua aconselhando pais de crianças com Down: “Se conectem com outros pais, porque coletivamente concordamos que ter uma criança com síndrome de Down é como descobrir o melhor de cada um e ganhar na loteria ao mesmo tempo”, finaliza.

Leia também:

Mãe faz depoimento emocionante sobre como é ter uma filha com Síndrome de Down: “É extra fofo, extra especial”

Melhores amigos com síndrome de Down dançam juntos e vídeo e viraliza

Pai de menino com síndrome de Down dá a maior lição em escritor que defende o aborto