A Mãe em nós de acordo com a Lua nos signos

“Porque alguns meses estivemos dentro dela mas ela sempre vai estar dentro de nós”

Na Astrologia, dentre muitas representações desse arquétipo, a Lua simboliza a primeira energia feminina que recebemos, por isso, nossa relação com nossa mãe, nossa vida emocional, nosso potencial de amar e sermos amados. Mães são detentoras do dom da vida, a expressão máxima de amor, naqueles nove meses que literalmente deram tudo o que seus corpos tinham à nós para que nascêssemos. A vida nos foi entregue através da Mãe.

O signo que está na Lua no seu Mapa Astral pode explicar o comportamento e relação entre você e sua mãe (Foto: Getty Images)

Se a temos fora de lugar, a julgando, muitas áreas da nossa vida podem estar bloqueadas, especialmente as ligadas a vida emocional, a prosperidade e o amor. O lugar da Mãe é de Grande, maior que nós, assim como a Vida! Como você vem lidando com sua Mãe? Como olha para ela? Como a percebe existindo dentro de você? Como você tem manifestado a maternidade?

Observe o signo onde você tem sua Lua no seu Mapa Natal, aqui algumas dicas de como você pode ter absorvido essa relação e a luz desse comportamento. Veja também a Lua dos seus filhos e a forma com que eles olham para você:

Lua nos Signos

Áries

Touro

  • Como enxergou a Mãe: tradicional e possessiva
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma carinhosa
  • Luz do Signo: usar a capacidade de construir para acessar sua segurança interna

Gêmeos

  • Como enxergou a Mãe: dinâmica com pouco contato emocional
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma expressiva
  • Luz do Signo: usar sua habilidade de comunicação para dar voz aos sentimentos

Câncer

  • Como enxergou a Mãe: cuidadora e maternal
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma amorosa
  • Luz do Signo: usar sua energia de acolhimento para cuidar das suas necessidades emocionais

Leão

  • Como enxergou a Mãe: confiante e autoritária
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma generosa
  • Luz do Signo: usar sua alegria para reconhecer a si mesmo

Virgem

  • Como enxergou a Mãe: atarefada e crítica
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma prática
  • Luz do Signo: usar seu senso analítico para priorizar suas necessidades emocionais

Libra

  • Como enxergou a Mãe: elegante e idealizada
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma empática
  • Luz do Signo: usar sua amorosidade para se posicionar por suas emoções

Escorpião

  • Como enxergou a Mãe: forte e dominadora
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma intimista
  • Luz do Signo: usar sua força para se abrir na intimidade

Sagitário

Capricórnio

  • Como enxergou a Mãe: bem sucedida e rígida
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma pragmática
  • Luz do Signo: usar sua capacidade de se estruturar para acessar suas emoções mais íntimas

Aquário

  • Como enxergou a Mãe: independente e pragmática com as emoções
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma objetiva
  • Luz do Signo: usar sua criatividade para acessar suas emoções

Peixes

  • Como enxergou a Mãe: intuitiva e sofredora
  • Como lida com suas próprias emoções: de forma sensível
  • Luz do Signo: usar sua sensibilidade para discernir quais sentimentos são seus quais são dos outros

A Mãe representa uma das principais portas de entrada para um caminho de conhecimento e amadurecimento. Se conecte com a sua! A Lua em você! Finalizo com um texto de autor desconhecido para honrar e celebrar o Dia Das Mães:

“E chega um dia em que você se ouve falando como ela, cozinhando como ela, repreendendo como ela, cantando como ela, ensinando como ela, dançando como ela, escrevendo como ela, chorando como ela. E chega um dia em que aqueles sapatos gigantes que você tanto provou ficam com você, e você pode percorrer a sua pegada. E a cada passo você vai entendendo tudo que você já criticou. E você entende os limites, os desafios, as zangas, as preocupações, os medos. E você agradece que esteve lá, acompanhando de perto, cuidando, vigiando. E você agradece seus desvelos, seus sacrifícios, seu tempo. Chega um dia em que você se olha no espelho e a vê. Porque alguns meses estivemos dentro dela mas ela sempre vai estar dentro de nós.” – autor desconhecido.