Criança de 10 anos ganha buzinaço por completar 1 ano de transplante de medula óssea

Davi Mendes foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda quando tinha 6 anos. Neste mês completou 1 ano que o garoto recebeu um transplante de medula óssea, e para celebrar ele foi para as ruas e recebeu muitos buzinaços

Resumo da Notícia

  • Davi Mendes foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda quando tinha 6 anos
  • Neste mês completou 1 ano que o garoto recebeu um transplante de medula óssea
  • Para celebrar ele foi para as ruas e recebeu muitos buzinaços, como forma de apoio

Davi Mendes, 10, completou 1 ano que recebeu um transplante de medula óssea. O menino foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda quando tinha 6 anos. Para celebrar a conquista da cura, ele foi para as ruas e recebeu diversos buzinaços como sinal de apoio.

-Publicidade-

A comemoração viralizou nas redes sociais. Sorridente e alegre, Davi, que mora em Belém, estava no banco de trás do veículo. No Instagram, o garoto postou a seguinte frase: “1 ano de medulinha nova. Eu tenho o melhor avô/pai do mundo”. A ideia de fazer o buzinaço para comemorar o aniversário da cirurgia foi do avô, o seu Henrique Sandro Mendes, de 51 anos. Ele estava em Curitiba, local onde o neto fez o transplante de medula.

O menino recebeu muitos buzinaços celebrando 1 ano de seu transplante de medula óssea
O menino recebeu muitos buzinaços celebrando 1 ano de seu transplante de medula óssea (Foto: Reprodução/Instagram @davimendes.guerreiro)

“Eu mandei fazer essa faixa e resolvi fazer surpresa para o meu neto. A doença do Davi foi uma batalha muito grande e isso acabou nos unindo ainda mais. Nos ensinou muita coisa”, contou o avô apaixonado pelo neto. O passeio de carro ocorreu no dia 29 de abril, mas só foi divulgado pela família na semana passada.

Carol Mendes, mãe de Davi, falou que foi pega de surpresa com a homenagem. Ela é mãe solo e contou que o pai dela a acompanhou muito nessa luta contra o câncer do Davi. Ela afirmou que mais que avô, ele é um pai para o Davi. Após vários meses de tratamento, no dia 6 de junho de 2020, Davi Mendes acordou e percebeu que não conseguia mais andar.

Nesse período ele fez quimioterapia e ficou usando cadeiras de rodas. No fim de 2020, a família foi informada que ele iria entrar na lista de transplantes de medula. A família chegou a fazer o teste de compatibilidade, mas não teve ninguém compatível. A resposta positiva, de que um doador havia sido encontrado, veio de Curitiba, no Paraná. Carol Mendes e seu pai viajaram para lá em abril de 2021. Carol agora respira aliviada. Ela conta e comemora que o filho está saudável.