Criança

Uau! Menino autista tem QI maior do que de Einstein

Aos 3 anos, ele compreendia toda a complexidade do movimento dos planetas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

meninoautista

Foto: Divulgação

Um gênio da física! É assim que está sendo definido Jacob Barnett, um garoto norte-americano que foi diagnosticado com autismo moderado a grave aos 2 anos de idade.

À época, os médicos falaram que Jacob não teria capacidade de falar, ler ou executar atividades diárias básicas. Ele passou anos em escolas que não entendiam o que ele precisava. Os professores falavam à mãe de Jacob, Kristine Barnett, que ela deveria ensinar a seu filho coisas mais simples e habilidades básicas.

Só que, certa vez, Kristine o levou para ver as estrelas. Meses depois, eles foram visitar um planetário e assistiram a uma palestra de professor. Sempre que o professor fazia perguntas, a mãozinha de Jacob, então com 3 anos de idade, disparava para o alto e ele começava a respondê-las, compreendendo facilmente as complicadas teorias sobre física e o movimento dos planetas.

Foi aí que Kristine percebeu que deveria ir atrás de uma educação especial para o filho. Anos depois, Barnet tornou-se estudande de mestrado e um futuro PdH em física quântica. Ele é dono de um QI de 170. Para se ter uma ideia, Albert Einstein tinha um QI de 160.

Veja aqui a história dele:

Leia também:

Marcos Mion: “É muito importante para uma criança autista ter um irmão”

Emocionante! Um texto de Suzana Gullo para conscientização do autismo

Pai se surpreende com atitude de policiais com filha autista