Uau! Menino de 12 anos descobre esqueleto raro de dinossauro em parque no Canadá

Ele estava caminhando com o pai quando notou o fóssil. Os dois rapidamente ligaram para as autoridades de um museu, que começaram a escavação no local

Resumo da Notícia

  • Menino de 12 anos descobre esqueleto raro de dinossauro
  • Ele estava caminhando em um parque com o pai quando ele achou o fóssil
  • Profissionais de um museu começaram a escavação
  • Veja o que ele descobriu

Com apenas 12 anos de idade, Nathan Hrushkin tem chamado atenção ao passar por uma experiência única! O garoto encontrou um fóssil de dinossauro de 69 milhões anos enquanto estava passeando por um parque na província de Alberta, no Canadá. A descoberta aconteceu em julho, mas apenas na última quinta-feira, 15 de outubro, que a escavação completa dos fósseis foi finalizada.

-Publicidade-
Ele encontrou o fêmur do animal (Foto: reprodução G1)

Em entrevista à BBC, ele contou que quando viu o fóssil pela primeira vez ficou “literalmente sem palavras”. “Eu não cheguei nem a ficar animado, apesar de saber que eu deveria ter ficado”, contou. “Fiquei em choque”, relembrou.

O garoto gosta de dinossauros desde que tinha 6 anos e frequentemente faz caminhadas com o pai na unidade de conservação de Alberta Badlands. “Sempre fui fascinado pelo fato de que os ossos deles, semelhantes aos nossos, se tornam algo como uma rocha sólida”.

Logo depois que encontraram o fóssil, ele e o pai voltaram para a casa onde moram e ligaram para o Museu Real Tyrrell, em Alberta, que se dedica ao estudo de itens pré-históricas, para contar a novidade. A instituição, então, pediu que eles enviassem fotos e coordenadas de GPS do achado.

O parque de Badlands já é conhecido por abrigar muitos fósseis. O dinossauro albertossauro, inclusive, foi descoberto ali pelo explorador canadense Joseph Tyrell no final do século XIX.  A área que os dois estavam andando, no entanto, não costumava ser explorada, por não ser conhecida como um local com muitos fósseis, então o museu enviou uma equipe para explorá-la.

Até o momento, eles já encontraram entre 30 e 50 ossos na parede de um cânion, todos pertencentes a um jovem hadrossauro, com idade estimada de três ou quatro anos. “Eu provavelmente era como a maioria das crianças, tendo o Tyrannosaurus rex como tipo favorito. Mas depois da minha descoberta, prefiro definitivamente o hadrossauro”, brinca o garoto.