Criança

Barbie comemora 60 anos com linha de bonecas com deficiências e dá show de representatividade

A marca quer investir em bonecas que representem a diversidade

Emily Santos

Emily Santos ,filha de Maria Teresa e Francisco

Boneca Barbie faz 60 anos (Foto: Divulgação)

A boneca Barbie vai fazer 60 anos 9 de março e parece que os brinquedos vão trazer ainda mais representatividade a partir deste ano. Como parte da comemoração, a Mattel, empresa detentora dos diteiros da marca, deve lançar bonecas com deficiência física.

As informações foram dadas pela diretora geral e vice-presidente sênior da Barbie, Lisa McKnight, em entrevista à Universa. “Teremos bonecas com deficiências físicas, com prótese na perna e com cadeira de rodas. Estamos muito animados com esses lançamentos”, explicou Lisa.

Segundo McKnight, a marca está muito atenta às diversidades e por isso têm investido em bonecas com cabelos crespos, cacheados, coloridos, negras e plus size. Apesar disso, essas últimas ainda são criticadas por não representar verdadeiramente as mulheres gordas.

Barbies da linha Fashionistas. (Foto: Reprodução)

Mas Lisa afirma que isso está mudando aos poucos. “Queremos ter certeza de que há espaço para que as meninas possam se ver na nossa linha de bonecas. Barbie está sempre evoluindo e refletindo o que acontece culturalmente. Ela mostra a moda, a beleza e os movimentos sociais da época. Mais recentemente estamos muito orgulhosos da evolução do corpo da Barbie, que nós sabíamos que nos daria a oportunidade de criar mais variedade e diversidade”, explicou ela.

Além da representatividade étnica e física, outra questão específica que a Mattel está trabalhando na boneca é o envelhecimento. Afinal, aos 60 anos, é de se perguntar se a Barbie não vai envelhecer. “Nós amamos homenagear as mulheres que estão envelhecendo e se reinventando. Queremos associar a Barbie a essa sensibilidade”, comentou Lisa.

Barbie representa diversas profissões (Foto: Divulgação)

Outra preocupação da empresa é a representação de mulheres reais, e tem trabalhado com o conceito “Shero“, homenageando mulheres inspiradoras ao transformá-las em bonecas.

“Há muitas mulheres incríveis por aí. Mas nós tentamos nos concentrar em mulheres que estão fazendo coisas que ainda são desconhecidas, que estão superando barreiras e estabelecendo um exemplo real para as meninas, mostrando as elas que tudo é possível. Então, a tendência é que destaquemos mulheres que são as primeiras em seus campos de atuação ou que estejam fazendo algo memorável numa área que tradicionalmente não é representada por mulheres”, continuou McKnight para a Universa.

Para isso, no aniversário da boneca, a empresa vai realizar no maior evento do segmento do mundo, celebrando a diversidade das bonecas. “Vamos celebrar muitas mulheres ao redor do mundo com bonecas. Além disso, teremos uma ação na qual vamos convidar garotas a dividir seus sonhos de ser a primeira em alguma coisa. Mesmo que as meninas estejam vendo mais mulheres como exemplos, perseguindo carreiras em que não tínhamos espaço antes, ainda há muito a fazer. Ainda há muitas primeiras vezes para meninas e mulheres”.

Leia também:

Você precisa conhecer a criadora da Barbie já!

Já estava na hora! Barbie vira engenheira para encorajar meninas na profissão

Nova coleção da Barbie: Amélia Earhart e Katherine Johnson também viraram bonecas