É seguro pedir comida durante a pandemia de coronavírus? Saiba a resposta

Em meio à circulação do vírus, muitas pessoas ainda tem dúvidas se devem ou não pedir delivery ou visitar restaurantes e até mesmo se embalagens podem vir contaminadas

Resumo da Notícia

  • Muitas pessoas ainda estão em dúvida se devem ou não pedir comida
  • A Organização Mundial da Saúde reforça a importância da higienização
  • No Brasil mais de 300 casos foram confirmados
  • Um especialista discute ainda se é possível a contaminação por embalagens
Evitar os restaurantes ainda é a melhor opção (Foto: Getty Images)

Com o covid-19 se espalhando pelo mundo inteiro, muitas pessoas ainda estão receosas se devem ou não pedir comida delivery. De acordo com o Technomic, em uma pesquisa com 1.000 consumidores do dia 28 de fevereiro a 2 de março, foi relatado que 30% dos americanos afirmaram que irão pedir menos comida para o jantar. Destas, 13% pretendem continuar fazendo as solicitações.

-Publicidade-

Até o momento, de acordo com a Organização Mundial da Saúde e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, não existem recomendações sobre se é ou não seguro pedir comida ou até mesmo jantar fora. Para explicar o assunto, Craig Hedberg, professor da Universidade de Minnesota e especialista em doenças transmitidas por alimentos, informou que é essencial estar alinhado com as recomendações da saúde pública de sua comunidade.

“O que pode fazer sentido em Minneapolis pode ser diferente do que faz sentido em Seattle, e o que faz sentido hoje pode não fazer sentido amanhã. Nossas agências de saúde pública estão fazendo o possível para manter-se a par das condições emergentes e fazer recomendações de acordo”, explicou.

-Publicidade-

Pedir comida, segundo Craig, pode ser uma boa opção, pois evita o contato direto com várias pessoas ao mesmo tempo. “Esperar na fila por mesas, sentar em mesas bem embaladas nas salas de jantar ou sentar-se com grandes grupos são oportunidades de exposição a vírus que podem ser transmitidos por outras pessoas”.

É importante seguir as orientações de higiene (Foto: Getty Images)

A partir do delivery, o alimento geralmente não apresenta todas essas rotas de exposição ao coronavírus. Mas é extremamente importante que o entregador siga todas as práticas de higiene estipuladas pela Organização Mundial da Saúde.

Sobre o preparo de alimentos, ele ainda afirma que não há evidências de que o coronavírus possa ser transmitido. O CDC informa que o vírus é transmitido a partir de gotículas, tosse, espirro e até por nariz e olhos de outra pessoa.

“Não queremos criar novos problemas de segurança alimentar enquanto tentamos reduzir a exposição potencial ao coronavírus. O restaurante pode reduzir seu risco de transmissão na entrega lavando bem as mãos e / ou usando pelo menos um desinfetante para mãos com álcool a 60%. Mesmo se houver algum tipo de contaminação por vírus na embalagem, você pode quebrar a cadeia de transmissão com higienizando as mãos com água e sabão ou álcool”, concluiu.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!