Esposa de Erick Jacquin faz confissão fortíssima da gravidez ao pegar todo mundo de surpresa

Rosângela falou sobre a fertilização in vitro da primeira gestação e contou os detalhes do processo que viveu com o marido, antes de Élise e Antoine nascerem

Resumo da Notícia

  • Rosângela e Jacquin são pais de Élise e Antoine
  • Ela fez uma confissão sobre a gestação
  • Durante uma conversa, a mãe contou sobre o processo de fertilização in vitro
  • Atualmente os bebês estão com um ano e quatro meses
Rosangela contou os detalhes da gestação (Foto: reprodução/Instagram @rosangelajacquin)

Durante uma conversa com o canal de YouTube “mãe aos 40”, Rosângela , esposa de Erick Jacquin, fez uma confissão sobre a primeira gestação. O casal, pais dos gêmeos Élise e Antoine, de um ano e quatro meses, fez uma fertilização in vitro e tiveram uma surpresa: estavam esperando por trigêmeos!

-Publicidade-

Em detalhes, ela falou sobre o processo: “A gente foi vivendo, viajando muito e quando eu vi eu estava com 40 anos! Voou! Eu não estava tomando pílula, mas não acontecia, não rolava. Eu fiz exames porque o Erick já era pai, então achei que o problema era comigo. Meu ginecologista falou que estava tudo certo e sugeriu que o Erick fizesse o espermograma. Depois de um ano ele decidiu que queria ter filhos, foi fazer o espermograma e eu decidi procurar um profissional de fertilização. E a Ana Paula Padrão que muita gente sabe que também foi tentante, me passou o contato de um médico. O médico então disse que por eu ter 40 anos e o Erick ter uma baixa produção de esperma, corríamos o risco de não engravidar“.

Eles são pais de Élise e Antoine (Foto: reprodução / Instagram @rosangelajacquin)

Aao realizar o ultrassom, o casal recebeu a notícia de que estavam esperando por trigêmeos: “O médico foi fazer o ultrassom em mim para ver os bebês e nós tivemos uma grande surpresa porque o médico falou: ‘temos uma surpresa! Temos três’. Na hora que ele falou ‘temos três’, eu chorava e ria. O Erick ficou branco”, lembrou. “O médico até falou: ‘Jacquin você tá bem?’. Eu tinha colocado três embriões, nós só tínhamos três. A gente saiu do consultório em estado de choque, eu estava com um mês e pouco, quase dois”.

-Publicidade-

Durante o exame, o médico chegou a explicar que seria muito difícil que os três bebês continuassem. Após uma viagem, eles voltaram ao consultório: “O médico fez o ultrassom e tinham as três bolsas e eu fiquei pensando: ‘como eu vou cuidar dos três bebês? ‘. E o médico mostrou que apesar da terceira bolsa, o terceiro bebê não estava mais lá, apenas dois estavam se mexendo. Saímos do consultório com um misto de tristeza, mas confesso que também um alívio, porque três é muito difícil. Deus sabe o que faz, se não era para ser, não era… O Jacquin falou para mim: ‘eu estou triste. Eu já estava imaginando tudo para três’”, contou.

Sobre os sintomas, Rosângela disse que não sentiu nada de diferente: ” Eu não senti nada, ele simplesmente parou de se desenvolver e os outros continuaram. Não tive sangramento. Ele desapareceu. E até o último dia da minha gravidez eu fiquei perguntando para o médico: só têm dois mesmo?”, concluiu.