Família

Estudo comprova que ter uma irmã diminui as chances de desenvolver depressão no futuro

Meninas têm uma capacidade de conexão muito maior

Samirah Fakhouri

Samirah Fakhouri ,filha de Rose e Fauzi

Ter uma irmã diminui as chances de desenvolver depressão no futuro (Foto: Getty Images)

Ter um irmão pode trazer diferentes benefícios à vida de uma criança, como senso de coletividade, parceria e aprendizados. Porém, uma pesquisa realizada pela Universidade Brigham Young, que fica em Utah nos Estados Unidos, descobriu que ter ter uma irmã faz com que crianças de 10 a 14 anos tenham menos probabilidade de desenvolverem depressão.

Para a realização do estudo, os pesquisadores contaram com a participação de 395 famílias com mais de um filho, das quais pelo menos uma era adolescente entre 10 e 14 anos. Foram reunidas diferentes informações sobre a dinâmica de cada família e, em seguida, um ano depois.

Ter uma irmã ajuda no crescimento da saúde mental (Foto: iStock)(Foto: iStock)

As análises mostraram que ter uma irmã protegia os adolescentes de se sentirem solitários não amados, culpados e temerosos, – independentemente de as irmãs serem mais novas, mais velhas ou a que distância estivessem.

Isso não significa que os irmãos não sejam importantes, mas o estudo parece mostrar uma capacidade maior de conexão vinda das irmãs. A análise também mostrou que ter um irmão amoroso, independentemente do gênero, ajudava a promover boas ações, como ajudar os vizinhos ou cuidar de outras crianças.

A mensagem que fica para os pais é incentivar os filhos a conviver em harmonia e serem próximos, pois todos só tem a ganhar com essa parceria.

Uma irmã aumenta a sensação do irmão de ser amado (Getty Images)

Leia também: 

Meghan Markle fez uma coisa que representou todas as mães quando apareceu após o parto 

Irmã de Wanessa Camargo fala sobre mudanças no corpo durante a gravidez.

Climão: Leda Nagle e irmã de Sabrina Sato discutem em comentário após foto do rosto de Zoe