Gêmeas siamesas são separadas após cirurgia de 8h e pai faz relato emocionante: “São muito fortes”

Vanderson contou todos os detalhes da luta, superação e cirurgia de Eloá e Sara, de dois meses. Acompanhe a história completa

Resumo da Notícia

  • Sara e Eloá são gêmeas siamesas de 2 meses de vida
  • A cirurgia de separação durou 8 horas
  • Conheça a história completa

“Nossa luta começou quando descobrimos que minha esposa estava grávida”, começa Vanderson Maia, pai de Victor , de nove anos, e de Eloá e Sara, que são gêmeas siamesas. Após diversas tentativas e um aborto espontâneo de Jaqueline Camer, o casal viveu o mix de sensações de felicidade, medo e insegurança com a notícia da nova gestação.

-Publicidade-
Sara e Eloá vieram ao mundo no dia 23 de setembro (Foto: reprodução / Facebook)

“Naquele mês, ela descobriu que estava atrasando e mesmo fazendo o exame de sangue duas vezes, deu negativo”, contou o pai. “Como a cidade em que moramos em Rondônia é pequena, fomos para uma cidade vizinha fazer os exames. Eu não entrei na sala com ela, porque tinha certeza de que minha esposa não estaria grávida“.

Para a surpresa de Jaqueline e Vanderson, eles não estavam esperando apenas um, mas sim dois bebês. “Foi uma sensação incrível”, lembrou. No dia seguinte, quando deram início ao pré-natal, o casal ouviu do médico que provavelmente a gestação não conseguiria evoluir. “Ele me disse que nós estávamos esperando por gêmeos, mas siameses, com um só coração compartilhado para os dois bebês. Não deram um mês de vida”, disse. “Aquilo para a gente foi uma notícia que devastou. De momento, perdemos aquela alegria de paz”.

-Publicidade-

Durante um segundo ultrassom, outro médico disse ainda sobre a possibilidade das meninas nascerem com Síndrome de Down, por conta de um líquido na nuca. “A gente ficava naquela ilusão, de pais de gêmeos e de pais que de repente não tinham nada”.

Apesar de todos os medos, Jaqueline e Vanderson não deixaram de acreditar nem por um minuto de que tudo ficaria bem. “Eu nunca deixei de pedir para Deus nos ajudar”, contou. Em outro exame, o casal descobriu que estava esperando por duas meninas e que, felizmente, Sara e Eloá tinham dois corações, todos os membros, não tinham mais líquido na nuca e estavam perfeitas. “Apenas o coração da Eloá tinha uma dupla saída e não sabemos explicar como ela estava viva, foi Deus”.

Luta

Quando os médicos viram que a gravidez estava evoluindo, Vanderson e Jaqueline tiveram que enfrentar mais uma luta: a procura por locais que realizassem o parto, todos os cuidados e a cirurgia. O casal, que vive no interior de Rondônia, foi recomendado para uma centro médico particular em Goiânia, mas sem condições financeiras para bancar por todo o tratamento, eles precisavam de uma nova alternativa. “Eu disse para a minha esposa que teríamos que vender a nossa casa para ir para lá, porque era tudo muito caro. Mas confiamos em Deus”.

Vanderson e Jaqueline viveram o maior milagre de suas vidas (Foto: reprodução / Facebook)

Com as passagens compradas, uma casa de apoio para ficar e a uma semana de ir para Goiânia, o casal recebeu a ligação de que a médica havia conseguido todos os procedimentos gratuitos em São Paulo, no hospital da USP. Felizmente, Vanderson e Jaqueline conseguiram vir para a cidade e contaram com muita ajuda.

Superação

“Nós conhecemos um rapaz, que também era de Rondônia, e sem nunca termos contato, ele nos buscou no aeroporto, nos levou para o hotel, para o hospital. Deus começou a colocar pessoas na nossa vida”. Sem um lugar fixo para ficar, eles foram surpreendidos em receber o contato da irmã de uma amiga. “Eles nos receberam de uma maneira gratificante, sem nunca ter nos visto na vida”, contou emocionado.

Jaqueline deu à luz Sara e Eloá no dia 23 de setembro, com 4,200 kg, sendo 2,100 kg para cada uma. “Quando ela foi ganhar as bebês, eu cheguei no hospital e tinha umas 10 pessoas na minha frente para fazer a ficha e eu só pensava: ‘meu Deus, não vai dar tempo’. Eu estava agoniado e uma mulher, que estava na minha frente, falou: ‘não, moço, você vai ser pai agora!’. Ela foi em todas as pessoas da fila e me deixaram passar na frente. Eu só conseguia pensar que tudo estava dando certo’.

Receosos com a cirurgia de separação de Eloá e Sara, Vanderson e Jaqueline receberam a notícia de que elas se enquadravam no nível B de gêmeas siamesas, ou seja, poderiam seguir em frente com o procedimento. “Nós ficamos muito aliviados”. Sobre a cirurgia, os médicos explicaram que o coração de Eloá estava dentro do peito de Sara, o que tornava a situação um pouco mais complexa.

A cirurgia

Na quarta-feira, 9 de dezembro, Eloá e Sara passaram pela cirurgia de separação. Com exclusividade à Pais&Filhos, Vanderson contou que o procedimento foi um sucesso: “Foi uma luta. Desde a UTI até agora. Os médicos sempre falam que elas são muito fortes. Para nós, a cirurgia é algo gratificante”.

Felizmente, a cirurgia foi um sucesso e as gêmeas estão em recuperação (Foto: Arquivo Pessoal)

Pelas redes sociais, Vanderson comemorou a novidade: “Gratidão! Separação realizada! Hoje foi mais uma grande vitória alcançada na vida das nossas princesas. A cirurgia durou aproximadamente 8 horas, desafio muito grande a toda equipe médica devido a complexidade. Graças a Deus tudo ocorreu dentro do esperado para honra e glória do nosso Senhor Jesus Cristo. Primeira fase da cirurgia foi concluída ‘separação realizada com sucesso’, porém, agora começa uma nova jornada, pois existem muitos riscos pós-cirúrgicos, nessa nova fase de recuperação, cicatrização e como organismo delas irão reagir durante esse processo. A Sarinha nesse momento está com todos os órgãos em funcionamento, porém necessitará de cirurgias futuras. Eloá necessitará de mais cuidados, como dito anteriormente ela é cardiopata, ou seja, terá que fazer uma cirurgia em breve no coração. Tudo no tempo de Deus. Nesse momento as duas estão na UTI pós-cirúrgico necessitando de muitos cuidados. Gratidão a Deus por mais um dia de vitória e por todas as orações em prol das nossas princesas guerreiras, e por toda equipe medica do Incor de SP (Cardíaca, Infantil, Plástica e outros). Continuem orando para que seja feita a vontade de Deus em nossas vidas!!! Amém”.

-Publicidade-