Irmãs albinas com diferença de 12 anos chamam a atenção por caso raro na família

Desafiando a probabilidade, Assel e Kamila surpreenderam a internet com a genética, pois as chances disso acontecer em uma mesma geração podem ser de 1 em 20 mil!

Resumo da Notícia

  • Assel e Kamila fazem o maior sucesso nas redes sociais
  • Elas possuem uma diferença de 12 anos de idade
  • As chances disso acontecer na mesma família podem ser de 1 em 20 mil!
  • Elas ainda tem um irmão do meio, que não adquiriu a mesma genética que a delas

Assel e Kamila estão fazendo o maior sucesso nas redes sociais. As meninas, que moram no Cazaquistão, chamaram a atenção por terem 12 anos e diferença e ambas apresentarem albinismo, considerado raro na mesma família.

-Publicidade-
As meninas também tem um irmão, que não puxou a condição genética (Foto: reprodução / Instagram @assel_kamila)

Desafiando as probabilidades, e ainda dependendo da área geográfica, as chances disso acontecer são de 1 em 3.00 casos ou ainda de 1 em 20.000! Assel, a irmã mais velha, tem 14 anos e Kamila acabou de completar dois.

A condição exige uma maior atenção na pele e nos olhos durante a exposição ao sol (Foto: reprodução / Instagram @assel_kamila)

As meninas também tem um irmão, de oito anos, que não possui a mesma condição genética. Pelas redes sociais, ela explicou: ““As pessoas ficam surpresas porque somos albinas. Muitas pessoas não sabem o que isso”.

-Publicidade-
Elas estão fazendo o maior sucesso nas redes sociais (Foto: reprodução / Instagram @assel_kamila)

Vale lembrar que a condição exige alguns cuidados especiais como não ficar exposto ao sol, pois pode causar danos na pele e nos olhos. “Se eu sair à tarde, coloco protetor solar, visto roupas para proteger minha pele, ou uso um guarda-chuva”, contou Asel. “À noite, quando não há sol, é muito mais fácil para mim”, completou.

A condição disso acontecer na mesma família é considerada rara (Foto: reprodução / Instagram @assel_kamila)

-Publicidade-