Mãe ensina truque para deixar a rotina em isolamento mais leve

Percebendo que a relação com as pessoas da casa estavam sendo prejudicada, ela encontrou uma forma de trazer a união com algo que todos gostam: comida

Resumo da Notícia

  • Mãe conta como fez para melhorar a rotina da família durante o isolamento social
  • Hoje, os dias em casa já são bem mais leves e calmos
  • Eles encontraram uma forma de fazer algo divertido, necessário e que todos contribuíssem
  • Veja como fazer também
Jantar em família durante isolamento social (Foto: Getty Images)

Viver em isolamento social pode ser muito difícil e estressante, mas também, dependendo do ponto de vista, muito compensador! Essa mãe dos Estados Unidos compartilhou com o site PopSugar alguns aspectos positivos de estar em casa com a família. O principal deles: poder jantar todos juntos.

-Publicidade-

“Desde que a quarentena começou, precisei me readaptar e começar a cozinhar em casa com mais frequência, o que, para mim, foi uma mudança boa. Por meio da alimentação, encontrei uma forma de me conectar mais com minha família e agora pegamos o hábito de sempre preparar as refeições – e comermos – juntos. Mas não se engane, quando eu falo ‘preparar as refeições‘ não estou  falando sobre super ceias ou comidas bem elaboradas, até mesmo colocar o cereal no pote conta! O nível de esforço aplicado para colocar a comida em cima da mesa não é realmente o ponto. A questão é sentar à mesa, juntos, sem celulares. Toda noite.

“Por mais que ficar em casa seja muito ruim, preparar o jantar em família tem contribuído para que todos passemos por isso de forma mais tranquila. E aqui vão alguns motivos que estão me fazendo amar ficar em casa, com eles”:

-Publicidade-
  • “Minha família, principalmente minhas filhas, de 8 e 10 anos, gosta de rotina. Saber o que esperar simplesmente funciona para nós e, quando o mundo está de cabeça para baixo, encontramos conforto no ritual do jantar em família. Isso torna todos mais relaxados e sentar na mesa se tornou uma das melhores partes do dia.”
  • “Esse ambiente positivo fez com que meus filhos se sentissem mais dispostos a provar novos alimentos. Eu praticamente dobrei a lista de pratos que todo mundo come em apenas dois meses.”
  • “Meus filhos pararam de reclamar de ter que sentar conosco e começaram a internalizar a tarefa como algo legal e que eles também queiram fazer.”
  • “Todos gostamos de ter a atenção um do outro, sem celulares.”
  • “Conversamos mais um com o outro. A regra bem estabelecida de que a mesa de jantar é para estarmos juntos levou a mais discussões e ajudou meus filhos a melhorar a capacidade de conversar. Uma habilidade bastante impressionante para crianças de 8 e 10 anos de idade.”
  • “A monotonia de sentar-se durante o jantar todas as noites depois de passarmos 24 horas por dia, 7 dias por semana, por mais de 8 semanas (vamos ser reais, a quarentena é muito tempo em família) despertou nossa criatividade – agora jogamos vários jogos na mesa de jantar. Se você pegar o copo roxo na mesa, você será o anfitrião da noite!”