Mãe proíbe sogra de ficar sozinha com o neto depois que ele voltou para casa com queimaduras solares

Ela fez um relato sobre a situação e pediu a opinião de outras mães. A maioria dos internautas concordaram com ela

Resumo da Notícia

  • Mãe proíbe sogra de ver o neto sem supervisão depois que ele voltou para casa com queimaduras solares
  • Ela contou o que aconteceu em um relato no Mumset
  • Junto com o relato, ela pediu a opinião dos internautas
  • A maioria das mães concordaram com ela

Uma mãe ficou furiosa depois que o filho voltou para casa queimado de sol – porque a avó não “acreditava” em protetor solar. A mulher acabou precisando levar a criança ao médico e disse à sogra que não poderia mais ver o neto sem supervisão. Depois do ocorrido, a mãe foi até o Mumsnet para relatar a situação e pedir conselhos para outras mães. A publicação rapidamente se encheu de comentários, com muitas mães concordando com a posição dela.

-Publicidade-

No relato, a mulher contou que a sogra combinou de levar o filho dela para passear e solicitou especificamente que ele usasse roupas apropriadas para a praia. Como o sol não estava muito forte pela manhã, a mãe vestiu o filho com uma calça e camiseta e, depois, aplicou protetor solar nas partes do corpo que estava a mostra.

O garoto de 2 anos, no entanto, voltou “gravemente queimado” e a sogra se defendeu usando uma teoria da conspiração falsa que afirmava que o protetor solar poderia causar câncer. A mãe, então, ficou extremamente irritada com a situação.

Mãe desabafa após deixar filho sair com sogra e ele voltar queimado de sol (Foto: iStock)

“Eu coloquei protetor solar nele e disse a ela que o creme estava na bolsa dele e precisaria ser reaplicado mais tarde se ele estivesse fora do carrinho e ela concordou. Três horas depois, nós o pegamos de volta e ele está muito queimado de sol. Eu perguntei como aquilo era possível, sendo que eu havia enviado um protetor fator 50 junto com as coisas dele e ela respondeu: ‘Eu não acredito em protetor solar, já que ouvi dizer que pode causar câncer, então nunca apliquei mais nele’. Meu parceiro diz que não estou sendo razoável por estar muito irritada, mas agora meu bebê está queimado de sol, desconfortável e eu acho isso muito irresponsável”, contou ela.

“Meu parceiro diz que sou superprotetora porque ele mesmo já ficou muito queimado quando era criança. Definitivamente, não vou deixá-lo voltar a passear com ela, a menos que eu ou meu parceiro esteja lá”, completou a mãe, que perguntou aos internautas se ela estava errada na situação.

Nos comentários, a maioria dos internautas ficaram a favor da mãe, dizendo que ela não estava agindo de forma irracional. “Seu marido também precisa ler sobre os riscos de queimaduras solares na infância e entender que as coisas serão diferentes com seu filho”, opinou uma internauta.  “Como se o problema das queimaduras solares não fosse ruim o suficiente, o fato dela não levar seu pedido em consideração como mãe da criança é totalmente ofensivo. Você deu a ela instruções claras que, francamente, não deveriam ser necessárias. Ela é mãe e avó”, comentou outra.  “Você realmente não pode deixar que ela saia sozinha com ele de novo. Isso é horrível. Tadinho do seu bebê”, disse uma terceira.

A importância do uso do protetor solar

Se você tem filhos, provavelmente só de ouvir sobre proteção solar já te dá arrepios! Passar o protetor pode parecer um desafio daqueles, especialmente se ele for cremoso e grosso. Mas proteger a pele das crianças é uma das coisas mais importantes que podemos fazer. O risco de câncer de pele começa cedo, tanto é que pelo menos cinco queimaduras solares intensas antes dos 20 anos aumentam o risco de melanoma em 80%, de acordo com um estudo da Universidade Brown. Ou seja, todas as famílias precisam tomar medidas para evitar os raios UV prejudiciais.

Fizemos uma matéria com dicas para te ajudar na hora de passar o protetor solar nas crianças e garantir uma boa proteção. Para ler, basta clicar aqui.