Mulher da casa abandonada discute com Luisa Mell por cadelinha: “Ela é minha”

Nessa quarta-feira do dia 20 de julho, Luisa Mell entrou na casa abandonada, que ficou conhecida por meio do podcast “A Mulher da Casa Abandonada”, junto à Polícia Civil de São Paulo

Resumo da Notícia

  • Operação policial foi realizada para investigar possível abandono de incapaz
  • Luisa Mell também foi até o local para resgatar uma cadela que vivia por lá
  • Margarida Bonetti retirou o animal das mãos de Luiza Mell: "Não vai pegar essa também não"

Nessa quarta-feira, dia 20 de julho, a Polícia Civil de São Paulo cumpriu um mandato de busca e apreensão na residência abandonada que ficou conhecida a partir do podcast da Folha de S. Paulo, e juntamente à equipe, Luisa Mell, ativista da causa animal, também entrou no lugar para resgatar uma cadela.

-Publicidade-
Mulher da Casa Abandonada, Margarida Bonetti, aparece com a cadela (Foto: Reprodução/YouTube/Twitter)

Os agentes investigaram possíveis maus tratos ao animal que vive com Margarida Bonetti, de 68 anos, e também buscaram compreender se a idosa, dona da residência, vive situação de abandono por parte dos familiares. Dois cachorros já tinham sido retirados do local, que aparenta condições precárias, por parte da polícia após uma denúncia do Instituto Luisa Mell.

Durante a entrada na casa abandonada, a ativista e influenciadora transmitiu o momento por meio de uma live no Instagram pessoal. No vídeo, Luisa Mell está com o animal no colo até o momento em que Margarida Bonetti inicia o diálogo: “Com licença. Minha cachorra. Ela é minha. Não vai pegar essa também não, não mesmo”.

Após a discussão entre elas, a cadela ficou com os policiais. Segundo Luiz Zaparolli, chefe dos investigadores da Seccional Centro da Polícia Civil, o animal será levado até um abrigo municipal, uma vez que foi alegado que vivia em meio ao lixo na residência com Margarida Bonetti.