Pai de Meghan Markle desabafa sobre relação com filha: “Se isolou de toda a família”

Thomas Markle, falou sobre as acusações feitas pela ex-atriz e Harry, durante entrevista à Oprah

Resumo da Notícia

  • Thomas Markle falou sobre a relação entre ele e Meghan, com quem não fala desde 2018
  • Ele ainda comentou a relação dele e de Meghan Markle com a imprensa
  • Thomas Markle diz não acreditar que a Família Real seja racista

Thomas Markle, falou sobre as acusações feitas pela filha, Meghan Markle, durante entrevista à Oprah. Em entrevista ao programa Good Morning Britain, na manhã desta terça-feira, 9 de março, ele falou sobre a relação entre ele e a ex-atriz, com quem não fala desde 2018.

-Publicidade-
Thomas falou sobre a relação entre ele e Meghan Markle, com quem não fala desde 2018 (Foto: Reprodução / Twitter)

O diretor de fotografia negou que tenha traído a filha ao entregar uma carta com conteúdo pessoal dos dois para a imprensa, e ressaltou que a última vez que falou com Meghan Markle, foi pouco antes do casamento dela com Henry. “Essa é a primeira vez que estou falando disso em 4 anos. A última vez que falamos, eu estava em uma cama de hospital depois de ter sofrido um ataque cardíaco. Eu disse a ela que não poderia ir ao casamento. Naquele momento, apenas dissemos um adeus. Harry me disse, em certo ponto: ‘Se você tivesse me ouvido, isso não teria acontecido’. Essa foi a última conversa que tivemos”, conta.

Relação de Thomas e Meghan Markle com a imprensa

Apesar de negar ter entregue informações para a imprensa, ele disse que é o meio que utiliza para falar com Meghan, já que segundo Thomas, ela e Henry  não retornam contato. “Eu estou muito decepcionado com isso. Eu pedi desculpas mil vezes pelo que aconteceu. Eu nunca tive resposta de Meghan ou Harry de qualquer maneira. Eles dizem que eu estou tirando vantagem com a imprensa, basicamente o que eu faço é porque não ouvi deles. Se eu não tiver notícia deles em trinta dias, então contarei nova história para a imprensa. Estou falando com a imprensa porque eles não falam comigo. Quando decidirem falar comigo, eu paro de falar com a imprensa”, disse.

Thomas ainda disse que após a filha se tornar membro da realeza, a família começou a ser perseguida também, o que poderia ser um dos motivos pelo qual Meghan tenha se afastado. “Ninguém tirou um tempo para proteger a nossa família. Fomos atacados pela imprensa todos os dias, minha filha mais velha, meu filho, meu neto, e ninguém estava lá por nós, cuidando de nós”, pontuou.

O pai de Meghan ainda comentou sobre um acordo que fez com o veículo para que conseguisse melhorar a própria imagem, mas não saiu como o planejado. “Eles esperaram chegar três dias antes do casamento e publicaram as fotos. Quando tudo aconteceu, liguei para ele e perguntei o que estava ocorrendo, o que estavam fazendo. Ele me disse: ‘Simplesmente negue, que isso passa’. E nunca passou. Eu gostaria de não ter feito isso”, disse,

Thomas ainda afirmou que negou para Meghan que teria liberado as informações para a imprensa, mas ela descobriu depois que, de fato, se tratava de uma mentira. “Eu venho sendo isolado e ignorado por um erro que tive. Já pedi desculpas o máximo que pude. No entanto, eu amo muito a minha filha e se eu soubesse que ela estava passando por problemas psicológicos, estaria ali por ela. Ela praticamente se isolou da família inteira, dos dois lados. Do lado da mãe dela e do meu. Então se ela quisesse ter contato, ela teria”, desabafou.

Apesar de tudo, Thomas ressaltou o amor que sente pela filha. “Eu nunca parei de amar a minha família. Eu nem sempre concordo com as coisas que os meus filhos fazem, mas eu continuo os amando. Eu amo a Meghan. Ela pode estar brava comigo, e falar as coisas que fiz, mas ainda sou seu pai”, disse.

Thomas Markle diz não acreditar que a Família Real seja racista

Durante a entrevista, Meghan Markle expôs que a cor da pele do filho, Archie, foi alvo de comentários dentro da nobreza. De acordo com ela, havia uma preocupação se ele nasceria com a pele ‘escura demais’.  Segundo o pai da ex-atriz, ele não acredita que a Família Real teria esse posicionamento. “Tenho grande respeito pela realeza. Não acho que a Família Real britânica seja racista. Não acho que os britânicos sejam racistas”, disse Thomas Markle.

“Acho que Los Angeles é racista, a Califórnia é racista, mas não acho que os britânicos sejam. A questão de qual será a cor do bebê ou quão escuro será o bebê, estou supondo e esperando que seja apenas uma pergunta idiota de alguém. Pode ser simples assim. Pode ser alguém que fez uma pergunta estúpida, em vez de ser um racista total”, completou.