Saiba por que coronavírus gera dano permanente no pulmão

Por conta da ajuda do respirador, pacientes do Covid-19 acabam perdendo a eficiência da função pulmonar. Como por exemplo, começam a ter dificuldade em respirar durante caminhadas rápidas

Resumo da Notícia

  • O coronavírus foi considerado uma pandemia
  • Segundo médicos de Hong Kong, os pacientes que foram curados ficaram com danos no pulmão
  • Em entrevista, pneumologista brasileira diz que essa fibrose pulmonar pode ser sim uma rara complicação
Pulmões ficam danificados por conta do Covid-19 (Foto: Getty Images)

Segundo as autoridades do Hospital de Hong Kong, na China, as pessoas que tiveram Covid-19 podem ter danos permanentes no pulmão.

Os médicos dessa instituição notaram que houve uma redução da capacidade pulmonar, como dificuldade para respirar em caminhadas mais rápidas, por exemplo.

Em entrevista feita para Pais & Filhos com a Dra. Leticia Kawano Dourado, doutora em pneumologia pela Universidade de São Paulo e médica pneumologista no Hospital do Coração, explicou que as pessoas que são internadas por coronavírus na UTI precisam da ajuda de um respirador. Esses pacientes ficam em média 20 dias respirando com auxílio de aparelhos, conforme relatos italianos.

E complementou, dizendo que esse tempo prolongado em ventilação mecânica acarreta descondicionamento físico, atrofia da musculatura (inclusive respiratória) o que pode levar à perda de função pulmonar imediatamente pós alta e falta de ar aos esforços.

“Até agora não há evidencia de que o vírus deixe cicatrizes no pulmão, apesar de que, como qualquer vírus respiratório, essa fibrose pulmonar pode ser sim uma rara complicação tardia desse tipo de infecção”, informa a médica e mãe do Inácio e da Lúcia.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!