Vacina para coronavírus: saiba quando imunização pode acontecer no Brasil

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 15 de junho, João Doria anunciou uma possível data para a disponibilização à população, após 90% de eficácia em testes realizados na China

Resumo da Notícia

  • João Doria comentou uma possível data para liberação da vacina
  • Os testes serão iniciados em São Paulo a partir de julho deste ano
  • A parceria acontece entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac Biotech
  • Entenda as três fases dos testes
Entenda como irá funcionar (Foto: Getty Images)

A vacina para o novo coronavírus, que está sendo testada em São Paulo, com uma parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac Biotech, teve as primeiras aplicações consideradas seguras.

-Publicidade-

Nos primeiros estudos, realizados na China, a vacina se mostrou promissora por não produzir efeitos colaterais graves em mais de 90% dos pacientes. O teste foi realizado em 743 pessoas saudáveis entre 18 e 59 anos.

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, deu mais detalhes sobre a vacina (Foto: reprodução / vídeo Facebook)

Até o momento, a vacina está na terceira e última fase de testes. Em entrevista coletiva, realizada na tarde desta segunda-feira, 15 de junho, João Doria afirmou que em junho de 2021 existe uma grande possibilidade do produto ser disponibilizado. Pelo SUS, a vacina será gratuita à população. “Será usada para proteção à vida”, reforçou o governador.

-Publicidade-

Em julho deste ano, os testes com 9 mil pessoas serão iniciados em São Paulo, conforme dito em entrevista no dia 11 de junho. Nas duas primeiras fases, realizadas na China, o estudo observou a segurança e capacidade de se produzir anticorpos. Já na terceira fase, que será ministrada no Brasil, será comprovado a eficácia da prevenção da doença.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-