Gravidez

Como assim? Mãe não sabia que estava grávida e dá à luz meia hora depois

Ally foi para o hospital suspeitando de cólicas renal

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Ally e Oliver quando Oliver nasceu (Foto: Reprodução/Facebook Ally Opfer)

Diferente da maioria das mulheres, que sentem enjoos e param de menstruar, Ally Opfer, descobriu que estava grávida apenas 30 minutos antes do filho nascer. Ela enviou o relato sobre o nascimento do filho Oliver, hoje com um ano, ao site Love What Matters.

Ally acordou como se fosse um dia normal, foi treinar suas líderes de torcidas, teve um pouco de sangramento e algumas dores abdominais… achou que fosse mais um ciclo menstrual como qualquer outro. A noite a dor foi piorando, os ibuprofenos e as bolsas térmicas não estavam mais resolvendo: “Eu fiquei acordada a noite toda enrolada em posição fetal, me perguntando por que minhas cólicas estavam ficando tão ruins… Eu nunca costumava ter cólicas tão fortes.”

No dia seguinte as dores continuaram, ela não sabia que na verdade estava com contrações e até ajudou o pai a mudar o sofá de andar: “Eu não tinha apetite e apenas me escondia no meu quarto com dor. Minha mãe chegou em casa do trabalho e eu estava chorando de dor. Eu sabia que algo não estava certo.”

A dor estava cada vez mais insuportável, ela fez um teste de gravidez, pra tirar a dúvida, mas o resultado foi negativo. “Depois de horas percebendo que doía ainda mais quando eu me deitava, e que as ‘cãibras’ estavam ficando mais fortes, minha mãe perguntou se eu queria ir para o hospital e eu recusei.”

Quando os intervalos foram ficando menores, ela decidiu que precisava ir ao hospital: “Eu sabia que realmente precisávamos ir. Eu estava com muita dor e sem saber o que estava acontecendo, pensei que seria seriamente morrer. Eu coloquei calça de moletom e entrei no carro (eu tive que parar várias vezes para passar por contrações antes de realmente chegar ao carro).”

Ally fala que os médicos sabiam o que ela tinha: “Eles provavelmente tinham visto muitas mulheres em trabalho de parto e sabiam o que realmente estava acontecendo comigo. Obviamente, eu não.” 

Depois de mais de 40 horas em trabalho de parto, muita dor, uma suspeita de uma provável pedra no rim. A mãe entrou na sala de cirurgia para fazer uma cesárea de emergência. Estava tudo bem com o bebê, mas a pressão dela estava muito alta:”O médico de emergência originalmente pensou que eu tinha pedras nos rins. Mas quando fizeram um ultrassom não encontraram as pedras e, sim, um bebê prontinho para sair”

Oliver nasceu em 23 de dezembro de 2016, hoje Ally fala que ela e o filho estão encontrando a rotina deles juntos. Veja mais algumas foto:

Antes e depois de Ally e Oliver ((Foto: Reprodução/Facebook Ally Opfer)

 

Antes e depois Oliver (Foto: Reprodução/Facebook Ally Opfer)

Leia Também: