Grávida de trigêmeos tem que escolher abrir mão de 1 bebê ou perder todos

“Mas eu disse que não havia nenhuma possibilidade de eu fazer isso. Eu não seria capaz de conviver comigo mesma sabendo que eu teria deixado meu filho morrer”, falou a mãe sobre a decisão

Resumo da Notícia

  • A britânica Summer Shillingford teve que tomar uma decisão muito difícil
  • Ela já era mãe de Violet, de 6 anos, quando engravidou de trigêmeos
  • Acontece que na 19ª semana de gravidez veio uma notícia perturbadora
  • A grávida foi diagnosticada com síndrome da transfusão feto-fetal
Ela resolveu não escolher entre nenhum bebê (Foto: reprodução / Instagram)

A britânica Summer Shillingford teve que tomar uma decisão muito difícil. Ela já era mãe de Violet, de 6 anos, quando engravidou de trigêmeos. Acontece que na 19ª semana de gravidez veio uma notícia perturbadora.

-Publicidade-

A grávida foi diagnosticada com síndrome da transfusão feto-fetal. “Os médicos sugeriram, então, que abortássemos o bebê 2, para dar aos outros uma maior chance de sobrevivência”, contou ao Mirror.

Eles nasceram saudáveis (Foto: reprodução / Instagram)

“Mas eu disse que não havia nenhuma possibilidade de eu fazer isso. Eu não seria capaz de conviver comigo mesma sabendo que eu teria deixado meu filho morrer. Esses meninos tinham que estar aqui e era nossa responsabilidade como mãe e pai deles dar a todos uma oportunidade justa”, relembra.

-Publicidade-

Ela decidiu seguir com a gestação e passou por diversos procedimentos complicados mas, felizmente, a tudo deu certo e os bebês nasceram saudáveis e com 32 semanas. “Foi um momento muito feliz e, ao mesmo tempo, um alívio de ver os três chorando”, contou o pai.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-