Notícias

Bebê de 10 meses morre depois de escalar móvel em casa e mãe faz alerta

Harley chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Harley teria 7 anos (Foto: Reprodução/The Sun)

Quando as crianças começam a engatinhar e a querer andar, todos os móveis serem de apoio para eles. Por isso, todo cuidado com quinas, pesos e objetos perigosos é pouco. E uma mãe britânica resolveu compartilhar uma história bem triste que aconteceu com ela para tentar alertar outros pais sobre os riscos de deixar as crianças escalando móveis.

Natalie Bifulco demorou alguns anos para superar a morte do filho de apenas 10 meses, e mesmo encontrando forças para criar um desabafo ela ainda se sente culpada pelo que aconteceu enquanto ela arrumava as malas para uma viagem.

Harley estava no quarto e resolveu brincar com as gavetas da cômoda, como sempre, ele abriu o móvel e começar a mexer nas roupas que estavam guardadas. Parecia que tudo estava acontecendo normalmente, mas de repente o móvel tombou e a TV caiu em cima do menino.

“O Harley estava aprendendo a andar. Ele estava na cômoda brincando com algumas roupas da gaveta. A TV ficava em cima da cômoda e eu do outro lado do quarto. Ele então se apoiou na cômoda e ela acabou desequilibrando. Harley ainda gritou: ‘mãe’. E quando me virei a TV estava caindo. Eu corri o mais rápido que pude e gritei, mas o Harley já tinha sido atingido pela TV quando eu cheguei. Ele chorou por cinco segundos, olhou para o pai, para mim e então fechou os olhos. Eu entrei em pânico“, começa a mãe ao The Sun.

Harley tinha apenas 10 meses (Foto: Reprodução/The Sun)

“Eu corri para o andar de baixo e vi cinco vizinhos que haviam ouvido meus gritos. Um deles era socorrista. Ele pegou o Harley e tentou ressuscitá-lo. Uma ambulância foi chamada e eu fui com ele na ambulância. Na ambulância eu ouvi um dos socorristas dizer: ‘ele está com uma parada cardíaca’. Quando chegamos no hospital, 30 médicos e enfermeiras estavam lá. Eles levaram o Harley para um quarto e tentaram salvá-lo. Após algum tempo, a enfermeira veio e perguntou se eu queria segurar o Harley porque ele havia falecido. Eu fiquei com ele no meu colo por algum tempo. Eu senti como se meu mundo tivesse acabado”, continua.

Natalie ainda conta que isso aconteceu em 2012, ela sempre ouviu que teria dificuldades para engravidar, mas sonhava em ser mãe e ficou sem chão quando o menino morreu. Ela achou que não teria outro filho. Mas em 2017, a ela engravidou de novo e deu à luz Jace, que é a cara do irmão mais velho. “Eu me culpo até hoje pela morte do meu filho, acho que se tivesse sido mais rápida poderia tê-lo salvo. Agora eu tive outro filho e eu sou muito obsessiva com todos os cuidados, deixo todos os móveis fixos e mesmo assim não deixo meu filho chegar perto de uma televisão”, encerra.

Leia também: 

Sempre alerta: bebê puxa panela de água quente e tem 70% do corpo queimado

Sempre alerta: bebê de 1 ano morre depois de se afogar em objeto comum da casa

Sempre alerta: saiba como proteger seu filho de uma queda no trocador

Fique por dentro de conteúdo Pais&Filhos: