Notícias

Criança tem o corpo todo queimado após ‘desafio do fogo’ e mãe faz alerta

"Poderia ter sido muito pior", disse Tabitha

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

 

(Foto: Reprodução / Today)

Tabitha Clery, mãe de Jason, de 12 anos, está alertando todos os pais nas redes sociais sobre uma ‘brincadeira’: O desafio do fogo. As crianças passam produtos inflamáveis no corpo e depois atacam fogo. O menino sofreu graves queimaduras de segundo grau após o amigo borrifar removedor de esmalte e incendiá-lo e foi hospitalizado por quatro dias. “A primeira vez foi como um pequeno incêndio e se apagou”, contou o menino à afiliada da NBC na WDIV, de Detroit,

Porém, na segunda vez, as chamas se acenderam. Então, a mãe afirmou que ouviu gritos do menino do lado de fora, antes de encontrá-lo queimado. “Eu só quero que todos saibam que esses desafios, ou o que quer que estejam assistindo no YouTube, não valem a pena arriscar sua vida”, disse Tabitha à emissora. “Meu filho sofreu queimaduras de segundo grau, e poderia ter sido muito pior”, afirmou.

O desafio não é novo. O Centro de Pesquisa de Prevenção de Lesões da Universidade de Iowa afirmou em seu site que ele começou a aparecer por volta de 2010.

(Foto: Reprodução / Today)

Já a divisão de segurança contra incêndio de Nova Jersey, em 2014, publicou uma nota de emergência em todo o estado sobre os perigos do desafio. Além das queimaduras graves na pele, as pessoas podem inalar o líquido queimado nos pulmões. Segundo o Today, o YouTube anunciou que iria tirar os vídeos de desafios ou brincadeiras perigosas.

Leia também:

Criança coloca fogo na casa enquanto a mãe dormia e caso serve de alerta

Carro pega fogo com crianças dentro e mãe desabafa: “Tive que escolher qual filho salvar”

Uma criança ou adolescente morre a cada 60 minutos por arma de fogo no Brasil