Mãe perde bebê após entrar em trabalho de parto prematuro por coronavírus e caso serve de alerta

Os profissionais de saúde afirmaram que por causa dos sintomas, o parto foi acelerado e a menina não resistiu por conta de nascer muito antes do tempo

Resumo da Notícia

  • A bebê morreu um dia após o nascimento
  • O médico acredita que a menina veio ao mundo após os sintomas da mãe
  • Ela não resistiu por ser muito prematura
  • A mãe ainda segue internada no hospital
A menina nasceu prematura por causa dos sintomas da doença na mãe (Foto: Getty Images)

Na semana passada, quando uma mãe foi internada por coronavírus, uma bebê de um dia morreu na última segunda-feira, 6 de abril, após a mulher entrar em trabalho de parto prematuro. Apesar da menina não testar positivo para a doença, as autoridades acreditam que isso possa ter acontecido por causa da grávida.

-Publicidade-

Em entrevista ao The Sun, o Dr. William Clark explicou o caso: “Infelizmente,a gravidez que ela carregava, entrou em trabalho de parto prematuro e, por fim, deu à luz antes da hora. Ao fazê-lo, o bebê, devido à extrema prematuridade não sobreviveu”. A mãe, que estava conectada à um ventilador começou a ter falta de ar, sintoma relativo ao coronavírus.

A menina infelizmente não resistiu (Foto: Getty Images)

O médico afirmou ainda que: “Ao conversar com o epidemiologista do estado, todos concordamos que eu e os médicos envolvidos no tratamento, seria uma morte relacionada ao COVID-19 por causa da natureza positiva da mãe”. De acordo com o Dr. Clark, se a mãe não tivesse tido os sintomas, não teria dado à luz prematuramente.

-Publicidade-

Até o momento nos Estados Unidos, 477 pessoas já vieram à óbito na Louisiana, com pelo menos 13.010 casos confirmados. O estado americano é o quarto maior em infecções do país. No geral, 9 mil pessoas já morreram pela doença.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-