Bebê com dor e irritado: como fica a gengiva quando os dentes estão nascendo e dicas para aliviar

Quando os primeiros dentes do bebê começam a aparecer, a gengiva pode ficar com a aparência um pouco diferente. Conversamos com a odontopediatra, Dra. Thelma Parada, que explicou no que a família precisa ficar de olho nessa fase tão especial

Resumo da Notícia

  • Os primeiros dentes do bebê começam a nascer por volta dos seis meses de idade
  • Geralmente, sintomas como dor, irritabilidade, choro e mal-humor podem aparecer
  • A amamentação é um cuidado superimportante para proteger a gengiva do bebê e garantir que ela fique saudável

Quando os primeiros dentes do bebê começam a nascer, é bastante comum que apareçam também alguns incômodos. Apesar de não ser uma regra, a criança pode ficar mais chorosa, irritada e até mesmo mal-humorada. Mas, a boa notícia é que dá para driblar essa situação com alguns cuidados.

-Publicidade-

A partir do início dos sintomas, é possível perceber ainda, em alguns casos, alterações visíveis nas gengivas! Para explicar como todo o processo funciona e tirar as principais dúvidas, conversamos com a odontopediatra, Profa Dra. Thelma Parada (CROSP 74771), mãe de Guilhermina, e embaixadora da Pais&Filhos.

Quando os dentes do bebê começam a nascer?

Apesar de não ser exato, Thelma Parada explica que os dentes começam a nascer por volta dos seis meses, mas isso não é uma regra. “Existe muita variação em relação aos seis meses. Algumas crianças tem o nascimento dos dentes com oito meses, outras com um ano. Mas, ela terá os 20 dentinhos de leite“.

Os primeiros dentes costumam aparecer por volta dos seis meses de idade (Foto: iStock)

Na grande maioria dos casos, os primeiros dentes a aparecerem são os centrais inferiores, mas vale lembrar ainda que o nascimento deles pode acontecer até os três anos de idade. “Para os pais não entrarem em desespero, é importante que eles tenham mais ou menos uma noção sobre quando essa fase irá acontecer, pois cada criança tem um ritmo diferente”.

Como fica a gengiva quando os dentes estão nascendo

Geralmente, a família pode observar que a gengiva fica mais inchada ou avermelhada durante o nascimento dos primeiros dentes. “Também existem situações em que se formam hematomas de erupção, ou cistos de erupção, que são bolinhas arroxeadas que aparecem espontaneamente e desaparecem sozinhas. São sinais de que os dentes estão vindo, mas nem sempre e nem em todas as crianças esses sinais são evidentes. Então, muitas vezes não se observa alterações na gengiva que indicam que os dentinhos estão vindo”, explica a especialista.

Sinais de que os dentes de leite estão nascendo

Segundo Thelma Parada, nessa fase a criança apresenta uma maior salivação, irritabilidade e desconforto. Vale lembrar que apesar de ser um processo natural, o organismo sofre alterações como: mudança da circulação sanguínea local, aumento da vascularização e boca mais quente ou inchada. “É por toda uma situação sistêmica que a criança fica mais irritada. Pode variar em cada caso, até mesmo entre irmãos gêmeos”.

Os bebês podem ter doenças relacionadas à gengiva?

Geralmente, de acordo com a odontopediatra, isso não acontece. Uma vez ou outra, o bebê pode apresentar episódios febris, ou ainda alterações nas fezes, porém em quadros isolados. “Não é uma regra ou doença. Só é doença se deixar de ser episódio e ser frequente, aí sim é importante investigar, pois pode ser um quadro de virose, por exemplo.

A amamentação é o principal cuidado que a família deve ter com a gengiva do bebê (Foto: Getty Images)

Cuidados com a gengiva do bebê nos primeiros meses

De forma geral, o cuidado mais importante para manter as gengivas do bebê saudáveis é a amamentação, pois ela ajuda no desenvolvimento ósseo, muscular, respiração e posição da língua. “Além disso, ela também oferece todos os benefícios do leite materno e células de defesa que a mãe transmite para o bebê”, explica.

Após a amamentação, a família deve higienizar apenas os cantos da boca do bebê. “Não há necessidade de limpar o leito gengival”, reforça a especialista. “Nós batemos na tecla que é importante amamentar exclusivamente até os seis meses e estender até os dois anos com a amamentação não sendo exclusiva. Fora os demais benefícios, como a prevenção do câncer de mama, o de útero, além de ser um alimento saudável para o bebê e melhorar imunidade das crianças”.

Por que alguns bebês já nascem com dentes?

Quando o bebê já nasce com dentes, eles são chamados de “natais”. Caso eles apareçam muito cedo, ainda nos primeiros meses de vida, recebem o nome de “neonatais”. Segundo a odontopediatra, os casos costumam ser bastante comuns, mas quando ocorrem, precisam de diagnóstico e acompanhamento de um especialista.

“As consultas com o odontopediatra são importantes para saber se o dente pode ficar no arco, ou ainda se precise de uma cirurgia e ser extraído. Por isso, o acompanhamento é fundamental. As vezes são dentes extras, ou são dentes de leite que vieram antes”.

Como aliviar a dor de nascimento dos dentes?

A odontopediatra recomenda que essa fase seja vivida da forma mais natural possível. Por isso, a família pode investir em algumas opções caseiras para deixar o bebê mais confortável:

E se nada resolver?

Se mesmo seguindo todas as recomendações o bebê parecer incomodado com o nascimento dos dentes, Thelma Parada explica que é importante procurar por um odontopediatra. “Pode ser recomendado entrar com algumas substâncias químicas naturais, aplicadas diretamente na gengiva do bebê. O especialista irá indicar os melhores medicamentos, além de frutas frias e massagens, que podem aliviar a sintomatologia da criança”, conclui Thelma Parada.