Bebês

Mãe decide doar órgãos de bebê de 3 meses e salva menina de 1 ano

"Por que eu não poderia ajudar outra mãe que está sofrendo?" disse Cíntia da Silva

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Nesta terça-feira (9), um casal decidiu doar os órgãos do filho único de apenas 3 meses. O ato fez com que ele se tornasse o doador mais novo do Hospital Universitário de Cascavel, no Paraná.

De acordo com os médicos, o bebê teve uma morte encefálica por conta de uma parada cardíaca que foi causada por uma “perda de líquido acentuada”, o que fez com que os pais tomassem a atitude de doar os órgãos do filho e ajudar outras famílias.

“A gente, quando se torna mãe, entende muito mais o mundo, esse universo. Então, a gente sente a dor de outra mãezinha que está esperando uma ligação para poder ajudar a criança. Como no caso do meu nenê não tinha mais o que ser feito, por que eu não podia ajudar outra mãe que está sofrendo?”, explicou a mãe do menino, Cíntia da Silva, em entrevista ao G1.

A cirurgia para retirar os órgãos durou 1 hora e meia, mas apenas os rins puderam ser aproveitados. Eles serão transplantados em uma menina de 1 ano de idade, de Porto Alegre. “Apesar de ter acontecido isso, de infelizmente não ter conseguido salvar a vida desta criança, pelo menos a gente conseguiu salvar a de outra”, disse Gelena Versa, enfermeira do hospital.

Leia também:

Morte de menina muda a lei de doação de órgãos na Argentina

Aumenta a taxa de doadores de órgãos no Brasil

Doação de órgãos de pelúcia: maneira divertida de ensinar as crianças