Racismo: famílias saem de piscina em hotel de luxo após menina negra entrar na água

“Situações como essa não podem ficar impunes”, desabafou Maria Klien, mãe da menina, no Instagram

(Foto: Reprodução/Instagram)
Ava foi adotada pelo casal no começo deste ano (Foto: Reprodução/Instagram)

Maria Klien Machado, empresária, pedagoga e mãe de Ava e Valentina foi convidada por uma amiga para passar um final de semana junto com as filhas no Fasano Boa Vista, um hotel de luxo próximo à capital de São Paulo. Claro que a mãe aceitou o convite, mas a hospedagem acabou sendo decepcionante.

Isso porque Ava, uma menina de apenas 4 anos, sofreu racismo enquanto aproveitava o domingo, 23, na piscina. Ao entrar na água para fazer amigos, ela foi rejeitada logo no início: “Você não está vendo que eu estou aqui?”, perguntou uma criança branca.

Assim que Luzinete da Silva Leandro, babá da família, percebeu o que estava acontecendo, pediu para que a menina se afastasse. Mas acredite, a situação conseguiu ficar pior. Ao ver a cena, as mães das crianças brancas não deram bronca nos filhos, mas resolveram insinuar que Ava tinha “micose” e “doenças contagiosas”. Além de se referir à ela como “esse tipo de gente”.

Uma amiga de Maria ficou indignada com toda a cena e, mesmo assim, se manteve firme na água com a menina. As outras mães se sentiram tão incomodadas que pegaram os filhos e saíram da piscina. Pois é. Todo o acontecimento só confirmou que o racismo vem, sim, de berço.

“Minha pequena nasceu negra, o que me enche de orgulho, assim como minha filha mais velha branca de olhos verdes também. TODAS as cores são lindas. Confesso que a raiva que hoje sinto vai demorar a passar, mas cada sorriso que a Ava recebe na rua, cada carinho de quem passa e se apaixona vai me ajudar a superar. Essa raiva vai ser transmutada em amor, amor por ela e amor por todas as pessoas que sofrem preconceitos diariamente. Ava, minha filha, você é perfeita porque você é você”, escreveu a mãe em um desabafo online.

Leia o texto completo:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

LEIAM?? ❌❌❌ ??? Uma amiga muito querida convidou minhas duas filhas para passar o final de semana em sua casa na Boavista. No vídeo a Ava, minha filha mais nova, aparece transbordando de alegria (ela AMA piscina). Horas depois, também na piscina do @fasano Boavista, essa mesma menina sorridente e tão amável, que ilumina a vida de todos à sua volta sofreu um preconceito medonho. Pessoas, imagino que hóspedes do hotel, saíram da piscina dizendo que ela estava cheia de micoses e que “esse tipo de gente tem doenças contagiosas seríssimas”. Escrevo aqui com lágrimas nos olhos e com o coração apertado. Infelizmente não estava lá para proteger a minha filha dessa monstruosidade e depois de muito meditar decidi que o melhor a fazer era compartilhar esse post. Situações como essa não podem ficar impunes. “Esse tipo de gente” não existe! Somos todos do mesmo tipo: seres humanos! Pessoas assim precisam de muita oração porque estão perdidas na pretensão de serem melhores, peço que vocês rezem por elas também. Minha pequena nasceu negra, o que me enche de orgulho, assim como minha filha mais velha branca de olhos verdes também. TODAS as cores são lindas. Confesso que a raiva que hoje sinto vai demorar a passar, mas cada sorriso que a Ava recebe na rua, cada carinho de quem passa e se apaixona vai me ajudar a superar. Essa raiva vai ser transmutada em amor, amor por ela e amor por todas as pessoas que sofrem preconceitos diariamente. Ava, minha filha, você é perfeita porque você é você ❤️?? #preconceitonão #sempreconceito #mulheresnegras

Uma publicação compartilhada por Maria Klien Machado (@mariaklienmachado) em

O pai da menina também se manifestou. “Racismo não é clichê, não é pauta para política, não é conceito abstrato. É uma dor real e concreta que vivemos no dia a dia. Vamos lutar contra isso, todo dia, toda hora, pela Ava, pela Lu e por todos que sentem essa humilhação diariamente”.

Depois de toda a confusão, o hotel se posicionou sobre o acontecimento por meio de uma nota dizendo que “repudia qualquer ato de discriminação” e “reafirma seu compromisso em defesa do respeito humano e da diversidade e se coloca à disposição das autoridades para auxiliar na elucidação dos fatos”.

Quem compartilhou essa história com a gente foi nossa embaixadora, Bianca Arcangeli.


Visualizar esta foto no Instagram.

Mamães! ATENÇÃO! Essa é a AVA amiguinha do Thomas na escola! E eu to aqui pedindo pra vocês compartilharem essa história horrorosa que aconteceu com ela! PRECISAMOS DE AJUDA conscientizar e impedir que algo assim aconteça de novo com qualquer um! . . LEIAM?? ❌❌❌ ??? Uma amiga muito querida convidou minhas duas filhas para passar o final de semana em sua casa na Boavista. No vídeo a Ava, minha filha mais nova, aparece transbordando de alegria (ela AMA piscina). Horas depois, também na piscina do @fasano Boavista, essa mesma menina sorridente e tão amável, que ilumina a vida de todos à sua volta sofreu um preconceito medonho. Pessoas, imagino que hóspedes do hotel, saíram da piscina dizendo que ela estava cheia de micoses e que “esse tipo de gente tem doenças contagiosas seríssimas”. Escrevo aqui com lágrimas nos olhos e com o coração apertado. Infelizmente não estava lá para proteger a minha filha dessa monstruosidade e depois de muito meditar decidi que o melhor a fazer era compartilhar esse post. Situações como essa não podem ficar impunes. “Esse tipo de gente” não existe! Somos todos do mesmo tipo: seres humanos! Pessoas assim precisam de muita oração porque estão perdidas na pretensão de serem melhores, peço que vocês rezem por elas também. Minha pequena nasceu negra, o que me enche de orgulho, assim como minha filha mais velha branca de olhos verdes também. TODAS as cores são lindas. Confesso que a raiva que hoje sinto vai demorar a passar, mas cada sorriso que a Ava recebe na rua, cada carinho de quem passa e se apaixona vai me ajudar a superar. Essa raiva vai ser transmutada em amor, amor por ela e amor por todas as pessoas que sofrem preconceitos diariamente. Ava, minha filha, você é perfeita porque você é você ❤?? #preconceitonão #sempreconceito #mulheresnegras #maes #amorsempre #crianças #paisefilhos

Uma publicação compartilhada por Bianca Arcangeli | Mãe em Dia (@bianca.arcangeli) em

Leia também:

É sério? Titi sofre sofre racismo na internet

Starbucks em SP é acusada de racismo contra criança negra

Incrível! Menina cria linha de roupas para lutar contra racismo