Bebês

Veja como está o bebê que nasceu prematuro pesando 400 gramas

A criança já está com 1 ano e 9 meses. Vem ver!

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

Foto: Reprodução Kidspot

(Foto: Reprodução Kidspot)

Você se lembra do Luca? O bebê australiano que nasceu de 23 semanas e dois dias de gestação pesava apenas 416 gramas e tinha 25 centímetros. Felizmente, ele sobreviveu e se tornou um dos menores prematuros a sobreviver no mundo, mas a história da mãe dele, Lia Calzuola, é ainda mais impressionante.

Ela tinha apenas um ovário e históricos de gestações ectópicas – quando o óvulo é fecundado fora do útero, por isso, Lia enfrentava dificuldades para engravidar e, junto com seu marido Jay, resolveu optar pela fertilização in vitro, que deu muito certo e logo os dois descobriram que estavam à espera de Luca.

Mas a gravidez também não foi tão fácil, com 16 semanas, ela teve sangramentos que precisavam de repouso total. Surpreendentemente, com 22 semanas, ela sentiu fortes contrações e teve que ser levada rapidamente para o hospital.

No hospital, foi constatado que ela tinha dilatação e, por isso, teve que ficar internada por dias. Em entrevista ao Kidspot, Lia compartilhou a palavra dos médicos naquele momento: “Você tem que esperar o pior. Se o bebê nascer agora, antes das 24 semanas, nós geralmente não ressuscitamos”. Além disso, ele chegou até mesmo a sugerir que ela pensasse em qual funeral queria para o seu filho. Dá arrepio só de imaginar a sensação, né?

A mãe foi transferida para um hospital com UTI neonatal e, mesmo após muitas tentativas de interromper o seu trabalho de parto, descobriram que havia uma infecção na placenta. Por conta disso, o parto teria que ser realizado logo para que Lia e o bebê sobrevivessem.

Quando nasceu, Luca foi levado para a incubadora e os médicos informaram que ele não passaria de dois dias. Mas, felizmente, não foi bem. Aos 18 dias de vida, ele teve que passar por uma cirurgia no coração e ficou cinco meses internado.

Já em casa, teve que permanecer ligado ao oxigênio, mas com um ano, finalmente pôde respirar por conta própria. Hoje, com um ano e nove meses, ele é totalmente feliz e ativo:

(Foto: Reprodução Kidspot)

(Foto: Reprodução Kidspot)

Leia também:

Prematuros que nasceram com 23 semanas de gestação completam 1 ano

Colo de mãe traz mais benefícios para prematuros do que incubadoras

10 coisas que você precisa saber sobre bebês prematuros