Criança

5 dicas para seu filho aprender durante as férias sem precisar parar para estudar

Nas férias as crianças perdem até 30% do que aprenderam ao longo do ano. Mas calma que tem como evitar isso

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

(Foto: Getty Images)

Roberta e Taís Bento, mãe e filha, nossas colunistas e embaixadoras, especialistas em educação e fundadoras do SOS Educação, entraram no assunto de criança nas férias:

Nas férias as crianças perdem até 30% do que aprenderam ao longo do ano. Mas calma que tem como evitar isso. E sem precisar sentar para estudar!

Durante o ano letivo, o cérebro das nossas crianças faz novas conexões que são reforçadas nos momentos de estudo tanto em sala de aula quanto na hora da tarefa, em casa. No período de férias, as conexões não utilizadas são enfraquecidas. A consequência é uma perda em diversos conteúdos que estavam em fase de assimilação.

A boa notícia é que há formas de manter as conexões cerebrais e evitar essa perda do que foi aprendido, mesmo sem sentar para estudar. Preparamos um plano com 5 dicas para exercitar o cérebro e evitar perdas durante as férias:

Dicas simples podem estimular as conexões cerebrais, além de reforçar os laços de família!

1. Mantenha seu filho em movimento!
A atividade física é um dos fatores fundamentais para que o aprendizado ocorra de forma tranquila. Se as atividades físicas nas quais ele está matriculado também entram em férias, basta fazer caminhadas diárias ou organizar atividades  como futebol, natação, passeios de bicicleta com os familiares e amigos.

2. Envolva as crianças no preparo de receitas para as refeições da família

Esta é uma das atividades mais completas, pois envolve diversas áreas diferentes. Além disso, requer planejamento, concentração, habilidades de leitura, pesquisa e de matemática. Envolva seu filho desde a pesquisa das receitas, lista de compra dos ingredientes, ida ao supermercado, o cálculo dos gastos e a preparação da receita. Pode começar com um lanche simples ou sobremesa, como sorvete com coberturas.

3. Estabeleça dois dias por semana para sessões de leitura em família.

Vinte minutos são o suficiente para criar ou manter o hábito e garantir todos os benefícios que a leitura traz para as crianças. Vale revista em quadrinhos, almanaques e materiais com os temas favoritos do seu filho.

4. Assista a filmes ou desenhos junto com seu filho e, principalmente, converse sobre o que assistiram. Sim, a televisão, videogame, computador podem ser grandes aliados durante as férias. E o benefício é enorme quando vocês fazem juntos a atividade, focando somente no que escolheram fazer. Além de se dar a oportunidade de entender melhor o que seu filho pensa e do que gosta, vocês aprenderão a se concentrar em uma atividade de cada vez. O benefício vem lá na frente, na maior capacidade de concentração no momento dos estudos.

5. Jogue, jogue, jogue com seu filho

Atenção que aqui estamos falando de “jogar” no modo analógico. Ensine seu filho a jogar baralho. Se não tem dominó em casa, corre na casa do vô, da tia ou primo pegar emprestado! Aqueles jogos de tabuleiro que pareciam somente brincadeira, estavam nos ajudando a desenvolver habilidades como: foco, concentração, capacidade de lidar com a frustração, persistência e empatia! Pronto: conexões cerebrais estimuladas e reforçadas de forma divertida, enquanto os laços de família se tornam ainda mais fortes! Boas férias!

Leia também:

Taís e Roberta Bento falam sobre a importância da escola como rede de apoio: “Juntos é possível educar e ser educado

Criança tem que ser criança! Como ajudar seu filho a aproveitar ao máximo a infância

Taís Araújo fala sobre como as coisas funcionam em casa na hora de educar e comenta rigidez