Criança

Estudo mostra que bullying entre irmãos é mais comum do que a gente imagina

O estudo foi feito na Austrália - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 11/07/2019, às 09h33 por Redação Pais&Filhos


O estudo foi feito na Austrália (Foto: Shutterstock)

No Brasil há uma lei chamada Programa de Combate à Intimidação Sistemática, conhecida também como bullying. Segundo a legislação, as escolas têm o dever de combater a agressão física, verbal e moral, sendo reforçada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Mas o que fazer quando isso acontece dentro de casa?

O assédiomoral entre irmãos tende a ser ignorado em grande parte, pois muitos dos pais veem como algo normal entre as relações. Mas a intimidação entre irmãos é diferente das brigas típicas, provocações ou brincadeiras. É um uso de poder físico ou psicológico.

Uma pesquisa feita no Reino Unido com mais de 6.000 crianças, estudou quase todos os fatores que fazem parte do bullying familiar, entre eles, número de membros da família, saúde mental individual, QI, personalidade, habilidades sociais e auto-estima.

No estudo, 28% das crianças relataram estarem envolvidas no bullying entre irmãos, seja como o praticante, vítimaou se revezando entre ambos. E se caracteriza por um comportamento agressivo repetido, fisicamente ou psicologicamente. O início do conflito começa por volta dos oito anos de idade.

Famílias com um maior número de irmãos, aquelas que estão sob estresse financeiro e pais com relação conturbada, são alguns dos fatores mais fortes que podem influenciar no comportamento. Outro ponto importante, é perceber se o tempo, dinheiro, atenção e afeto estão em dia com todos os filhos.

A ocorrência do bullying pode prejudicar a possibilidade de um relacionamento saudável entre os irmãos e duplicar o risco da vítima sofrer de depressãoe autoagressão na vida adulta. As descobertas estão de acordo com pesquisas australianas recentes, por isso, a dica para todos os pais é ficar de olho de como anda a relação entre os filhos, se está em dia.

Como saber se meu filho sofre bullying?

Quando a criança sofre intimidação sistemática no ambiente escolar, ela começa a dar alguns sinais que os pais devem estar atentos. De acordo com Alessandra Borelli, membro do Conselho de IT Compliance e Educação Digital da FecomercioSP, mãe de Lucca e Bruna, a criança que é vítima “começa a demonstrar sinais de mudança no comportamento, passa a dizer que não está bem para ir à escola, fala que está com dor de cabeça, pede para mudar de escola e pode até começar a ficar introspectiva”.

É comum também que a criança deixe de querer frequentar uma atividade que gosta muito, como futebol, natação, entre outras atividades em grupo. Em casos extremos, a criança pode até parar de comer.

Caso você identifique o seu filho como uma vítima de bullying, é necessário acionar a escola. Poucos pais sabem, mas a escola sempre deve ser comunicada e se envolver, mesmo que a agressão ocorra entre os alunos nas redes sociais. “Este é um dever da escola, de acordo com a legislação, já que é o lugar onde se dá a socialização, o primeiro espaço onde a criança se sente exposta e que ela vai querer parar de frequentar”, afirma Alessandra.

Leia também:

Escola deve combater o bullying, determina nova lei brasileira

4 sinais de que seu filho está sofrendo bullying e como reagir

Relato de mãe: “Minha filha sofre tanto bullying que está fazendo xixi na calça”


Leia também

Giselle Prattes também é atriz - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

'Sogra' de Sabrina Sato, mãe de Nicolas Prattes foi paquita e engravidou aos 18 anos

Pete escreveu livro sobre a história da família - Reprodução/ Daily Mail

Bebês

Casal que adotou bebê abandonado no metrô mostra como está o filho depois de 20 anos

Filha de Flávia Alessandra está grávida? - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Filha de Flávia Alessandra surpreende em foto de aniversário: "Tá grávida?"

Isis Valverde completa 37 anos de vida e fala sobre sentimento - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Marcus Buaiz comemora aniversário de Isis Valverde com foto de todos os filhos juntos

Imagem Fernanda Lima faz revelação: “Depois de 17 anos juntos, resolvemos abrir a relação”

Família

Fernanda Lima faz revelação: “Depois de 17 anos juntos, resolvemos abrir a relação”

“Eu odeio o nome da minha filha” diz pai que já mudou o nome da bebê, mas que ainda se arrepende - Freepik/freepic.diller

Bebês

“Eu odeio o nome da minha filha” diz pai que já mudou o nome da bebê, mas que ainda se arrepende

Sasha tem dois irmãos por parte de pai - reprodução / Instagram

Família

Sasha Meneghel abre o jogo e fala sobre relação com os irmãos: “Tive que dar uma regulada nisso”

Lore Improta disse quando pretende ter o segundo bebê - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família vai aumentar! 👨‍👩‍👧‍👦

Lore Improta fala sobre a chegada do 2º filho com Léo Santana: 'Curtir nossa família'

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!