Menos da metade das crianças brasileiras consomem a quantidade de água adequada

Um estudo encomendado pela Danone mostrou que entre todos os líquidos que elas ingerem por dia, apenas 32% é água. Mudar esse cenário é fundamental

Resumo da Notícia

  • Um estudo apontou que menos da metade das crianças consome a quantidade ideal de água para sua idade
  • A hidratação tem papel fundamental na saúde do corpo
  • Saiba como mudar esse quadro e incentivar seu filho a beber água

Parece algo banal, mas você já parou para pensar na quantidade de água que toma por dia? E o seu filho. Estar bem hidratado é fundamental para garantir a saúde e disposição da família toda.

-Publicidade-
É preciso incentivar o consumo de água dentro de casa (Foto: reprodução / Getty Images)

De acordo com um estudo sobre hidratação infantil encomendado pela Danone, antes de pandemia, descobriu que menos da metade das crianças e adolescentes brasileiros consomem a quantidade adequada de água recomendada para sua idade.

A pesquisa mostrou que de todos os líquidos que as crianças brasileiras entre 4 e 9 anos de idade ingerem no dia, apenas 32% é água. O restante fica por conta, resumidamente, de leite e derivados (24%), bebidas com açúcar (31%), e sucos naturais (8%).

-Publicidade-

Assim, concluiu que o consumo de água é de apenas 455ml de água por dia, sendo que a recomendação é de 1.200ml para essa faixa etária. Já para os meninos entre 9 e 13 anos a recomendação é de 1,8L, e 1,6L para as meninas da mesma idade.

No total, 733 crianças e 933 adolescentes do Brasil, México, Argentina e Uruguai participaram do trabalho. Considerando que estamos entrando nas estações mais quentes do ano a situação precisa de um alerta extra.

A água é fundamental para o bom funcionamento do organismo humano, sendo responsável, por exemplo, por regular a temperatura corporal e transportar os nutrientes. A hidratação inadequada afeta tanto a performance física quanto a cognitiva.

Só 32% dos líquidos que as crianças consomem é água (Foto: reprodução / Getty Images)

“O aumento de consumo hídrico em crianças tem um impacto positivo na memória de curto prazo, atenção e alerta. Outro impacto positivo de um consumo hídrico adequado relacionado à cognição é a melhora nas analogias verbais e da capacidade de busca visual”, garante a nutricionista materno-infantil Maria Fernanda Cortez.

Por isso, fica aqui a nossa mensagem: é preciso incentivar o consumo de água dentro de casa e priorizar essa bebida em relação a outras, que contém açúcar por exemplo. Algumas práticas simples podem garantir isso:

  • Dê o exemplo: beba água perto do seu filho, ofereça e torne essa a primeira opção de bebida dentro de casa
  • Libere o acesso: a água precisa estar acessível para as crianças. Deixe copos com tampa ou garrafinhas nos lugares que eles costumam ficar mais tempo
  • Converse sempre: é fundamental falar com a criança sobre a importância de beber água e tornar esse um momento de prazer e diversão

-Publicidade-