Professores fazem protesto no primeiro dia de aula e prefeitura recusa pedidos

Cerca de 3 mil alunos estão sem estudar no município de Neópolis por greve de professores. A Secretaria da Educação do município disse que está buscando solucionar situação para que as aulas iniciem

Resumo da Notícia

  • Professores fazem greve em município de Sergipe
  • Mais de 3 mil alunos estão sem aula
  • Secretário municipal da Educação de Neópolis conta que o Fundeb não é suficiente
  • A questão será discutida com o procurador do município
Professores ocupam prefeitura de Neópolis (Foto: Ed Silva)

Na tarde desta segunda-feira, 2 de março, os professores do município de Neópolis, em Sergipe, estão em greve ocupando a sede da Prefeitura de Neópolis. Aproximadamente 3 mil alunos estão sem aulas.

-Publicidade-

Eles informaram uma ação no Ministério Público do Estado de Sergipe (MPSE), exigindo melhores condições de trabalho e reajuste do piso salarial, coisa que não ocorre há cinco anos. Os professores ainda ressaltam problemas na infraestrutura das escolas, precariedade do transporte escolar e irregularidades do fornecimento de merenda.

  • Declaração dos professores

De acordo com o release enviado à redação da Aqui Acontece Sergipe, hoje seria o primeiro dia de aula do ano letivo de 2020. Entretanto, como forma de pressionar o Doutor Luisinho, prefeito de Neópolis, para que atenda os pedidos dos professores para um melhor sistema de ensino, os docentes iniciaram uma paralisação, ao invés de darem aula. Em declaração, professores dizem que as aulas só irão começar quando for firmado um acordo e as reivindicações atendidas.

-Publicidade-

“Para que nosso movimento surta efeito é preciso que haja a união de toda comunidade escolar. Não estamos querendo somente nosso reajuste, que é de direito, mas também uma melhoria na qualidade das escolas, que é precária e vem piorando a cada dia que passa, como também nos transportes escolares. Não devemos ficar de braços cruzados esperando que o pior aconteça para que as devidas providências sejam tomadas.”

“Pedimos o apoio e compreensão de todos que fazem parte da Educação do nosso município para que haja o compromisso por parte das pessoas responsáveis em fazer as melhorias que a Educação precisa em nosso município. Temos excelentes professores, o que falta são condições dignas de trabalho.” Comunicou o professor Weber da Silva Farias em release.

Professores de escola em Sergipe fazem protesto por melhorias na educação (Foto: Reprodução)
  • Posição da Secretaria da Educação de Neópolis

Armando Luiz Vieira dos Santos, secretário municipal da Educação de Neópolis, explicou que o auxílio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) não são capazes para manter o piso, no entanto, informa que essa questão será discutida com o procurador do município.

Comenta também que só quatro escolas de Neópolis estão em situação hostil e que a administração está tentando resolver a situação. Em relação a merenda, Armando disse que não procede. Já, em relação aos ônibus, o secretário comentou que a frota é antiga, contudo, a manutenção está regular.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

 

-Publicidade-