Família

Casal processa clínica de fertilização artificial após dar à luz a um bebê muito diferente deles

O juiz ordenou que Medicina Reprodutiva e Ciência de Saint Barnabas, entregue a lista de todos os doadores para a realização de um teste de DNA

Maria Luiza Cardone

Maria Luiza Cardone ,Filha de Carla e Luiz

Casal processa clínica de fertilização  (Foto: Getty Images)

Um casal branco, de Verona, Estados Unidos, está processando uma clínica de fertilização artificial após a sua filha – gerada pelos métodos da instituição particular – ter desenvolvido traços asiáticos durante o crescimento e desenvolvimento.

Segundo o juiz responsável pelo caso, os americanos estão abrindo o processo por terem dúvidas de que o sémen de outro homem foi usado durante o tratamento. O juiz, então, ordenou que Medicina Reprodutiva e Ciência de Saint Barnabas, entregue a lista de todos os doadores para a realização de um teste de DNA.

“Embora os dois a amem, eles têm o direito de ter um filho com ambos os genes“, disse David Mazie, do escritório de advocacia Mazie, Slater, Katz & Freeman, que representa o casal na luta judicial sobre a real paternidade da menina.

O processo, que descreve o que aconteceu como um “cenário de pesadelo“, afirma que o casal gastou aproximadamente US$ 500 mil para engravidar, aproximadamente R$ 2 milhões.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia mais:

Garoto com autismo está entre os 3% melhores escoteiros dos EUA:”Há muitas coisas que ele pode fazer”

Mãe agradece Branca de Neve após reação carinhosa ao ver crise de criança autista

Mãe agradece comissários depois do filho autista deitar no corredor do avião