Como seria se o pediatra entrasse no grupo de WhatsApp da família?

Foi o que a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Pfizer tentaram descobrir na nova cartilha Mais que um Palpite

Recebemos, durante o evento, a cartilha, um bloco, caneta e pasta personalizados (Foto: Pais&Filhos)

“E se um pediatra entrasse no grupo de mães ou da família?”, foi com essa provocação que começou o evento de lançamento da campanha Mais que um Palpite, desenvolvida pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em parceria com a Pfizer. O objetivo é combater às fake news e mitos relacionados a saúde das crianças – que, vamos combinar, muitas vezes acontecem dentro de grupos que recorremos quando as dúvidas surgem.

Pensando nisso, a parceria, que já tem um ano de perfis muito ativos nas redes sociais, colheu as principais dúvidas de mães e pais e desenvolveu uma cartilha digital completa. Com informações científicas e instruções médicas, a apresentação do material é no formato de conversa de aplicativo (entendeu a provocação do começo?) e com linguagem informal.

Na cartilha é possível encontrar informações e instruções sobre os principais assuntos ligados à infância, como alimentação, lazer, sono, dia a dia, amamentação e prevenção de doenças por meio de vacinas. “O que os pais mais desejam é acertar nas decisões sobre os cuidados com seus filhos. Mas, para isso, em meio a um cenário permeado de fake news, é preciso empoderar as famílias com informações confiáveis. E não há fonte mais segura para essa missão do que o próprio pediatra, com base nas evidências científicas e que ele conhece na prática clínica do dia a dia”, acredita o pediatra Renato Kfouri, presidente do Departamento de Imunizações da SBP.

Trecho da cartilha falando sobre catapora (Foto: Reprodução / Sociedade Brasileira de Pedriatria e Pfizer)
Trecho da cartilha falando sobre vacinação e meningite (Foto: Reprodução / Sociedade Brasileira de Pedriatria e Pfizer)

Durante o evento, além da apresentação do material, Renato e Moisés Chencinski, também pediatra, falaram bastante sobre a importância da amamentação e imunização por meio de vacinas. Márjori Dulcine, diretora médica da Pfizer, ainda apresentou os resultados de uma pesquisa realizada pela IBOPE Conecta, à pedido da Pfizer, que fala sobre os mitos e temores das famílias brasileiras em relação às doenças infectocontagiosas em crianças de até dois anos. Os números provaram que ainda existem muitas questões e mitos para serem esclarecidos com pais e mães, mas que os homens ainda são mais desinformados nesse quesito.

Logo na capa da cartilha, o pediatra, doutor Carlos, já aparece com o celular na mão! (Foto: Reprodução / Sociedade Brasileira de Pedriatria e Pfizer)

Parte das ações do projeto são vídeos com influenciadores, como o casal Tiago e Gabi, que estrearam a nova campanha. “Ter um casal em cena é muito importante. A partir deles, reforçamos a importância dos deveres compartilhados entre mães e pais quando se trata de proteção da saúde infantil”, Márjori comenta. No site Mais que um Palpite você pode conferir todos os vídeos produzidos e textos. Além, claro, de conseguir baixar a cartilha aqui neste link.

Leia também

Sociedade Brasileira de Pediatria cria plataforma para tirar dúvidas dos pais

Saiba os riscos de medicar seu filho com doutor Google

Gestantes, o seu calendário de vacinação é tão importante quanto o do seu bebê