Covid-19: ocupação de leitos pediátricos chega a 100% em capital brasileira

Secretário de Saúde municipal de Salvador garantiu que, apesar da lotação, não faltará  atendimento para as crianças que estejam com sintomas ou diagnosticadas com a doença

Resumo da Notícia

  • Salvador registra 100% dos leitos clínicos pediátricos para covid-19 ocupados
  • A informação veio do último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab)
  • O Secretário da Saúde local já tem planos para melhorar a situação
  • Veja o que ele disse

100% dos leitos clínicos pediátricos para covid-19 estão ocupados em Salvador. A informação veio do último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) e foi repercutida pelo Secretário de Saúde municipal, Léo Prates, durante entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, nesta segunda-feira, 19 de outubro.

-Publicidade-
Os leitos pediátricos para a doença estão 100% ocupados (Foto: Getty Images)

“A gente está com leitos de enfermaria [pediátrica] em 100%. Lembrando que a criança que está no leito de enfermaria está em menor gravidade. Os leitos de UTI estão sob controle, com 59%, abaixo de 60%. Estamos atuando de duas formas. Agora verificando entre hoje e amanhã um número alto de pacientes crianças. Aumentamos, junto com a Sesab, o índice de saturação [da respiração] para 95%. A gente acaba trazendo mais pessoas para entender precocemente, principalmente as nossas crianças”, explicou o secretário.

Ainda de acordo com o que foi dito por ele ao jornal, serão abertos 10 novos leitos clínicos pediátricos em Salvador. “Ampliamos. Devo assinar aditivo do contrato com [Hospital] Martagão Gesteira colocando à disposição da sociedade mais 10 leitos clínicos”, contou.

-Publicidade-

Apesar da ocupação, o secretário garantiu que não faltará  atendimento para as crianças que estejam com sintomas ou diagnosticadas com a Covid-19. “Todas as crianças têm sintomas respiratórios agudos, coronavírus é um tipo de doença respiratória que se manifesta os sintomas respiratórios, assim que descartado, ou confirmado, a criança recebe o tratamento adequado determinado pelos médicos. O que eu quero dizer a você é que não faltará atendimento às crianças”, pontuou.

-Publicidade-