Frango: saiba as melhores formas de inserir na alimentação do seu filho

Alimentação é papo sério e precisa ser estimulada de forma saudável desde cedo. Para começar a introdução dentro de casa, veja as principais dicas, como comprar, armazenar e preparar o frango para o seu filho

Resumo da Notícia

  • Veja o jeito certo de armazenar e comprar o alimento antes do preparo
  • Saiba todos os benefícios que o frango pode trazer para a saúde do seu filho
  • Aprenda duas receitas especiais para as crianças

Os primeiros anos de vida são essenciais para estimular o paladar infantil, e ainda desenvolver hábitos alimentares mais saudáveis. Durante esta fase, a criança tem o primeiro contato com a comida e os benefícios podem ser levados para uma vida inteira.

-Publicidade-
O frango é tico em vitaminas, minerais e traz uma série de benefícios à saúde (Foto: Getty Images)

No caso da introdução alimentar, que acontece por volta dos seis meses de vida, o frango, por possuir uma série de vitaminas, pode ser uma ótima opção. Para explicar todas as propriedades que ele pode trazer, conversamos com a nutricionista infantil, Flávia Montanari, da Liga da Cozinha Afetiva.

Quais são os benefícios do frango?

Além de ser um alimento bastante acessível, o frango possui uma série de vitaminas importantes para o desenvolvimento infantil, como: as do complexo B, além dos minerais Cálcio, Ferro, Magnésio, Zinco, Selênio, entre outros. No caso da gordura, Flávia explica que ele varia de acordo com o corte comercial como, por exemplo, as carnes de peito de frango.

-Publicidade-

 

Como armazenar após o preparo?

Após o preparo, a nutricionista orienta que ele seja armazenado na geladeira e consumido em no máximo 24 horas. “Os recipientes mais indicados para armazenarmos as comidas preparadas são os de vidro (previamente esterilizados), aço inoxidável ou plástico. Dê preferência aos recipientes com tampa hermeticamente fechadas. Ao optar pelos potes de plástico, verifique se o produto é livre de Bisfenol A ou BPA, que podem causar danos a saúde”, comenta.

Vale lembrar que se houverem sobras do alimento no prato, elas não devem voltar para a geladeira, pois o contato com a saliva pode contaminar a comida. Flávia recomenda ainda que o recipiente esteja sempre bem vedado na geladeira, para que ele não entre em contato com nenhum outro tipo de substância.

Como inserir o frango na introdução alimentar?

“Dependendo do método de introdução alimentar escolhido pelos pais, o frango pode ser inserido na forma moída, desfiada, em pedaços (tiras, cubos, filés), apresentado de forma isolada, ou fazendo parte de alguma receita, como escondidinho de frango com purê de batata doce, por exemplo”.

Quais cuidados preciso ter na hora de comprar o frango?

A nutricionista recomenda que sempre que possível, optar pela versão orgânica e se atentar sobre a procedência. É importante que a consistência seja firme, tenha a superfície brilhante, carne rosada e úmida e cheiro característico. “Tenha atenção, e evite a compra do frango se apresentar características alteradas como: superfície seca e/ou pegajosa, estrutura mole, desfazendo-se facilmente e a pele desprendendo do músculo, além de coloração escura e mau cheiro”.

Antes de servir o alimento, a nutricionista explica que é importante ficr de olho na aparência do frango e armazená-lo corretamente (Foto: Getty Images)

Em casa, é importante trocar a embalagem original por um saco plástico com fecho hermético, ou ainda em um recipiente com tampa hermeticamente fechada. “Se o frango for comprado refrigerado pode ficar armazenado em geladeira, com temperatura em torno de 4° C, até 3 dias, e se for comprado congelado, seguir orientações do fabricante conforme conservação”.

Quais cuidados preciso ter ao preparar o alimento para o meu filho?

“Deve-se atentar ao momento da compra, para levar para casa um alimento com melhor qualidade nutricional, além da boa procedência, assim como evitar o frango com peles, já que estas partes apresentam um alto teor de gordura, além dos cortes com ossos, evitando assim engasgos ou ingestão de pedaços de ossos”, explica.

Receitas para introduzir o frango na alimentação do seu filho:

Menores de 1 ano:

Ingredientes:

  • 3 colheres (sopa) de frango (sem pele e sem osso)
  • 5 colheres (sopa) de arroz lavado e escorrido
  • ½ xícara (chá) de feijão fradinho cozido (sem temperos)
  • 3 colheres (sopa) de cenoura
  • 1 folha media de couve manteiga
  • 1 colher (café) de alho
  • 1 colher (sopa) de cebola
  • 1 colher (café) de óleo de girassol
  • Quanto baste de água
  • Opcional: 2 colheres de folhas de salsão.

Modo de preparo:

  • Lavar e higienizar as hortaliças. Reservar.
  • Cortar o filé de frango em tirinhas. Reservar.
  • Em uma panela, enquanto cozinhar o arroz com a água, colocar a cenoura cortada em cubos pequenos e a couve manteiga fatiada em tiras finas para cozinhar no vapor até ficarem macios. (Observação: aproveitar três ingredientes em uma única panela).
  • Em uma outra panela, refogar no óleo, o alho e a cebola, e acrescentar o frango com as folhas de salsão, mexer de vez em quando, até ficar cozido por completo.
  • Desligar, proporcionar no prato os ingredientes separadamente na quantidade conforme necessidade/faixa etária do seu bebê.

Maiores de 1 ano:

CREPIOCA RECHEADA DE FRANGO COM ESPINAFRE

Ingredientes – Massa:

  • 1 unidade de ovo
  • 1 colher (sopa) de goma de tapioca
  • 1 colher (café) de salsinha picada
  • ½ colher (café) de raspas de limão Tahiti
  • Quanto baste de pimenta em grão moída na hora
  • Sal a gosto
  • 40 ml de óleo

Ingredientes – Recheio:

  • 150 gramas de frango desfiado (cozido e temperado a gosto)
  • 2 unidades (médias) de tomate picado
  • 2 xícaras (chá) de folha de espinafre picado
  • 2 dentes (médios) de alho picado
  • 1 unidade (média) de cebola picada
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
  • Sal a gosto

Modo de preparo – Massa:

  • Bater no liquidificador todos os ingredientes.
  • Aquecer uma frigideira untada com óleo, colocar uma concha da massa virando os lados até “secar” e ficarem dourados.

Modo de preparo – Recheio:

  • Em uma panela, refogar a cebola e o alho no azeite, em seguida o frango e o tomate, por volta de 2 minutos.
  • Acrescentar o espinafre até ficar bem verdinho e o sal.
  • Rechear a crepioca. Servir.

Dica do Nutricionista: pode salpicar sementes de gergelim por cima da crepioca, oferecendo mais cálcio, por ser um alimento fonte deste mineral, assim como o espinafre.

-Publicidade-