Giselle Itié fala sobre distância de Guilherme Winter: “Pedro já é outro bebê desde que o viu pela última vez”

Os dois são pais de primeira viagem de Pedro Luna, de dois meses e meio. Ela mora em São Paulo, e ele está no Rio de Janeiro desde o começo da pandemia

Resumo da Notícia

  • Giselle Itié e Guilherme Winter são pais do pequeno Pedro Luna, de dois meses e meio
  • Ela decidiu se mudar para São Paulo assim que descobriu a gestação
  • Desde o começo da pandemia Guilherme não voltou do Rio de Janeiro
Giselle falou também sobre a importância da rede de apoio (Foto: Reprodução/Instagram @gitie)

Giselle Itié tem aprendido na prática e vivenciado cada momento da maternidade como mãe de primeira viagem do pequeno Pedro Luna, que tem dois meses e meio e é fruto de seu relacionamento com o também ator Guilherme Winter.

-Publicidade-

Com o isolamento social devido à pandemia do coronavírus, as experiências estão ainda mais afloradas. Por sorte, logo que descobriu a gravidez, Giselle decidiu mudar para São Paulo, perto da família, e está separada de Winter, segundo coluna de Patrícia Kogut. “Decidi morar perto da minha rede de apoio, dos meus pais e dos meus irmãos”, ela disse em entrevista à coluna.

Giselle e Guilherme resolveram mudar para São Paulo, mas ele acabou ficando no Rio no começo da pandemia (Foto: Reprodução/Instagram)

Mas Guilherme acabou ficando no Rio de Janeiro e desde o começo da quarentena não viu mais o filho pessoalmente. “Ele está vindo morar aqui também, foi para o Rio resolver a mudança dele quando estourou a pandemia”, Giselle explica.

-Publicidade-

Mas, mesmo com a distância, eles fazem questão de conversar diariamente. “A gente faz chamadas de vídeo todos os dias, mas não é a mesma coisa”, ela lamenta a distância num período que, a gente sabe, faz tanta diferença para o desenvolvimento do bebê. “É de chorar. É um momento mágico. Como assim o Gui está perdendo esse momento? Pedro já é outro bebê desde que o viu pela última vez”, comenta.

Eles estão juntos desde 2015 (Foto: reprodução/ Instagram)

Apesar disso, a atriz reconhece o privilégio de poder estar perto de familiares e contar com a rede de apoio. “Pelo menos estou com a minha mãe. Muitas mães estão verdadeiramente sozinhas. Não consigo nem parar para imaginar isso. A gente precisa ajudar essas mães. Não é fácil”, defende.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-