“Não dá para pensar em vida normal antes de junho”, afirma secretário de Saúde sobre coronavírus

Em entrevista na manhã desta segunda-feira, Carlos Eduardo Amaral reforçou as medidas de prevenção e falou a importância em se manter o isolamento social

Resumo da Notícia

  • Carlos Eduardo Amaral orientou sobre o isolamento social
  • Ele ainda reforçou as medidas de prevenção no estado
  • Novas medidas sobre flexibilizações da quarentena só poderão ser tomadas a partir de estudos
  • Os ajustes serão tomados com o tempo
As autoridades reforçam a importância do isolamento social (Foto: Getty Images)

Na manhã desta segunda-feira, 13 de abril, o secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que não será possível pensar em uma vida normal no estado até junho, por causa da pandemia do novo coronavírus.

-Publicidade-

Em uma entrevista à rádio Itatiaia, de acordo com informações do Uol, ele explicou que apenas os estudos poderão determinar possíveis flexibilizações nas medidas da quarentena. Algum grau de isolamento será mantido, vamos ajustando conforme a evolução da epidemia”.

O secretário estima que a vida normal volte só depois de junho (Foto: Getty Images)

O secretário afirmou ainda a importância de manter o isolamento social para conter o problema, principalmente nos meses de maio e junho. “Quanto maior o isolamento menor a transmissão entre as pessoas. Entendemos que não é simples manter um isolamento alto por muito tempo, mas a ideia nossa é que pelo menos acima 50% tem de ser mantido. É uma epidemia longa”.

-Publicidade-

Sobre a volta das atividades do dia a dia, Carlos explicou que os dois meses são as maiores épocas de transmissão. “Ou seja, não dá para pensarmos em baixar e voltar a uma vida normal antes de junho”, concluiu.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-