Família

Primeira mulher a passar por transplantante de útero com ajuda de robôs dá à luz

A sueca foi a primeira a passar pelo procedimento com assistência robótica

Emily Santos

Emily Santos ,filha de Maria Teresa e Francisco

Nasce bebê (Foto: Getty Images)

A sueca que se tornou a primeira mulher do mundo a engravidar após realizar o transplante de útero feito por um robô deu à luz um menino saudável.

Segundo informações do jornal britânico Daily Mail, a mulher cujo nome não foi revelado trouxe ao mundo um bebê que pesou 2,9 kg quando nasceu. O parto foi uma cesária não emergencial, previamente agendada, na 36ª semana de gestação.

A mulher passou pelo transplante em outubro de 2017. Não se sabe se ela nasceu sem o útero ou se o retirou como tratamento a câncer ou outra doença, mas o procedimento foi considerado um sucesso.

Como ela ainda tinha os óvulos saudáveis, os médicos colheram as células e mais tarde as usaram para fazer fertilização in vitro. O embrião surgido deste procedimento foi inserido no útero da mulher 10 meses após o transplante e os médicos confirmaram a gravidez algumas semanas depois.

(Foto: Reprodução/Daily mail/University of Gothenburg)

O professor Mats Brännström, que liderou o procedimento, contou ao jornal britânico que “isso é um passo extremamente importante para o deselvilvimento da cirurgia de transplante uterino e sua segurança”.

Ele acrescentou que “pela primeira vez, notamos que as técnicas de cirurgia por assistência robótica menos invasiva é praticável”.

No mundo, apenas 15 bebês nasceram de úteros transplantados. 9 nasceram após o caso da suíça, no entanto, ela foi a primeira a dar à luz após realização do procedimento com assistência robótica.

Outras 5 mulheres também passaram pelo mesmo procedimento de transplante com auxílio mecanizado, mas nenhuma delas engravidou.

Leia também:

Transplante de útero: dezenas de mulheres irão se beneficiar!

Mulher que nasceu sem útero faz transplante e tem filho

Mãe doa útero à filha em primeiro transplante do tipo na Índia